Conforme dados divulgados no Relatório de Avaliação Institucional referente ao ano de 2018, seis cursos de Licenciatura do Campus Pantanal da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (CPAN/UFMS), em Corumbá, obtiveram nota acima da média geral do Brasil no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes.

O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação, em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação. O exame é obrigatório e a situação de regularidade do estudante no Exame deve constar em seu histórico escolar. A primeira aplicação do Enade ocorreu em 2004 e a periodicidade máxima da avaliação é trienal para cada área do conhecimento.

Matéria continua após a publicidade

Os cursos de História, Geografia, Pedagogia, Educação Física, Letras (Pt/Es) e Matemática obtiveram nota acima da média no Enade 2017.

Segundo o relatório, os dados apresentados na Tabela permitem fazer uma comparação entre o desempenho dos cursos do CPAN no Enade 2017 e a média obtida no conjunto de cursos do Centro Oeste e do Brasil.

Matéria continua após a publicidade

A comparação é positiva, na medida em que 6 cursos do CPAN (cursos marcados com o sinal de *) atingiram uma nota maior que a “média Brasil”.

Já os cursos de Sistemas de Informação e Ciências Biológicas não atingiram a “média Brasil”, mas superaram, ainda que com pequena margem, a “média” do Enade na região Centro Oeste.

Ainda segundo o relatório, uma exceção negativa foi o curso de Letras-Português e Inglês, sendo este o único curso do CPAN que ficou com uma nota Enade inferior a da “média” registrada para a região Centro Oeste.

Cabe ressaltar que os estudantes dos cursos de Administração, Direito, Psicologia do CPAN não participaram do Enade em 2017, e por isso estes cursos não constam na Tabela 5.

O relatório apresenta ainda, outros importantes dados a respeito da percepção da comunidade acadêmica sobre o desenvolvimento do ensino, da pesquisa, da extensão e da gestão, especificamente no âmbito do CPAN, apontando as potencialidades e fragilidades, bem como subsidiar a CPA na elaboração do Relatório Anual de Autoavaliação Institucional da UFMS.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos