A ministra da Saúde da Bolívia, Gabriela Montaño, informou na quarta-feira (03) que o arenavírus foi a causa da morte de um médico e de um morador do munícipio de Caranavi.

Conforme a ministra, ainda há dois médicos internados em terapia intensiva, em La Paz, contaminados com o arenavírus.

Matéria continua após a publicidade

“Fizemos o acompanhamento dos pacientes, de seus sintomas. Temos os resultados laboratoriais que também contribuem e nos permitem chegar a esta conclusão ”, explicou a autoridade em uma entrevista coletiva.

Ela explicou que os testes laboratoriais foram realizados pelo Inlasa no país, e também foram verificados no centro de controle e prevenção de doenças em Atlanta, nos Estados Unidos (EUA).

Os testes confirmaram o arenavirus, um tipo de vírus mortal que é transmitido aos seres humanos por roedores selvagens.

Matéria continua após a publicidade

“Em termos clínicos, os quadros apresentados por esses pacientes são compatíveis com arenavírus. O principal sintoma é a febre, seguida de dor muscular, dor abdominal e dor de cabeça ” disse a ministra Montaño.

O transmissor do arenavírus é o roedor Calomys Callosus, encontrado em regiões da Bolívia, Brasil e Argentina.

Entre humanos, o contágio é produto de um contato fluido; no caso dos médicos internados, eles foram expostos ao sangue do paciente falecido contaminado com o vírus.

A autoridade destacou que há uma evolução favorável dos dois dos pacientes internados, e permanece com diagnóstico reservado para um dos médicos, motivo pelo qual continuarão a aplicar as medidas de biossegurança.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos