A bancada federal sul-mato-grossense vai destinar no Orçamento da União do próximo ano R$ 5 milhões para o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI-MS), que atende cerca de 85 mil índios na área de saúde. A decisão foi tomada após solicitação do novo coordenador distrital, Eldo Elcidio, que esteve em Brasília nos últimos dias.

“Este recurso vai dar um fôlego para o nosso trabalho, é um plus que atende parte das necessidades das comunidades indígenas”, enfatizou Eldo, emendando que “sabendo que teremos condições financeiras, já vamos começar a planejar o trabalho que poderemos executar, de forma que seja eficaz e atenda as demandas dos indígenas”.

Matéria continua após a publicidade

Para tanto, segundo o novo coordenador, os povos indígenas serão ouvidos antes da definição de onde serão aplicados os recursos, que obrigatoriamente terão de seguir os critérios já definidos pelo Ministério da Saúde. “O dinheiro terá de ser destinado especificamente na área de saúde, no saneamento básico ou reformas e construção de prédios que melhorem o atendimento”, explicou o novo coordenador do DSEI-MS.

O recurso será assegurado por meio de emenda impositiva ao Orçamento da União de 2020 da bancada federal de Mato Grosso do Sul. Os deputados e senadores se reuniram esta semana para definir as áreas que destinariam as emendas, sendo que optaram em assegurar R$ 5 milhões para o DSEI-MS, que é responsável por atender cerca de 85 mil indígenas no Estado, de oito etnias, distribuídos em 99 aldeias.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos