A bancada federal de Mato Grosso do Sul entregou a relação com as emendas de bancada na Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional, na quarta-feira (23). Com apoio do Governo do Estado, as emendas destinadas para a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) somam R$ 10 milhões. As emendas serão apresentadas ao Projeto de Lei Orçamentária para 2020.

Os recursos serão investidos no “Programa de expansão, inovação tecnológica e fortalecimento da UEMS” que tem o objetivo de ofertar cursos que possam atender demandas específicas em municípios onde não existem unidades da UEMS, de acordo com o potencial da região; e ofertar outros cursos de graduação e pós-graduação em municípios onde já existem unidades da UEMS, de acordo com o potencial da região.

Matéria continua após a publicidade

O Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Corrêa Riedel, salientou que o Governador, Reinaldo Azambuja, e a bancada federal do Mato Grosso do Sul discutiram o destino dos recursos das emendas impositivas e entenderam em conjunto, em comum acordo, que seria extremamente relevante apoiar a UEMS.

“O reitor Laércio de Cavalho apresentou uma série de investimentos que vão dar uma capacidade de trabalho para a UEMS, modernização, estrutura para que possa desempenhar cada vez melhor o seu papel, cumprir a sua função trazendo uma educação superior do Mato Grosso do Sul de qualidade. É isso que a gente busca na nossa Universidade Estadual que atende, praticamente, a dez mil alunos no Estado”, disse Riedel.

O reitor da UEMS, Laércio de Carvalho, ressalta que essa emenda de bancada representa um marco histórico para a nossa Universidade, considerando que foi uma emenda impositiva, algo que acontece pela primeira vez na UEMS e que é o reconhecimento de toda a bancada federal – todos deputados e senadores, validada pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

Matéria continua após a publicidade

“A Bancada mostra que acredita na UEMS, como Universidade do povo sul-mato-grossense, que por meio desse Projeto irá realizar ações de extensão junto à comunidade de todo Estado, principalmente nas suas 15 Unidades físicas e 7 polos de Educação a Distância. E auxiliar no fortalecimento das Unidades, dos cursos e a ampliação de ofertas com a ampliação dos polos avançados da UEMS, levando outros cursos de graduação em modalidades diferenciadas para os municípios que não possuem Unidade física da UEMS”, destaca Laércio de Carvalho, agradecendo a bancada federal e ao governo do Estado por acreditar que a educação é algo transforma a vida das pessoas.

De acordo com a vice-reitora da UEMS, Celi Correa Neres, essas emendas conquistadas foram frutos de um planejamento das ações da Universidade. “E elas irão fortalecer muito as ações de ensino, pesquisa e extensão, vez que elas se constituirão em ferramentas para ampliação da nossa infraestrutura e possibilitará com isso o atendimento das necessidades dos alunos e das comunidades que são beneficiadas pela atuação da UEMS, na capital e no interior do Estado”.

Fazem parte da Bancada Federal de MS: Senadores: Nelsinho Trad, Simone Tebet e Soraya Thronicke. Deputados: Vander Loubet, Humberto Pereira, Luiz Ovando, Beatriz Cavassa, Rosiane Modesto, Loester Souza, Dagoberto Nogueira e Fábio Trad.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos