Boleto vencido: A mudança é parte de um processo gradual da Febraban / Imagem: Ilustrativo

A partir deste sábado (26), você pode pagar boletos vencidos acima de 400 reais em qualquer banco. A mudança é parte de um processo gradual da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que prevê que todos os boletos sejam registrados em uma nova plataforma de cobrança até setembro. 

O novo sistema reduz o risco de erro no cálculo de multas e encargos. A empresa emissora do boleto deve registrar na nova plataforma todas as informações do documento, como o seu CPF ou CNPJ, data de vencimento, valor, nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

Matéria continua após a publicidade

A partir de sábado (26), os bancos não vão mais aceitar o pagamento de boletos acima de 400 reais que não estejam cadastrados no novo modelo. Vale lembrar que, mesmo com agências fechadas em finais de semana, consumidores podem pagar boletos em caixas eletrônicos, terminais de autoatendimento 24 horas, apps e sites de bancos, mas o pagamento só será compensado no próximo dia útil. 

Para saber se o boleto está cadastrado na nova plataforma, é preciso consultar diretamente a empresa que emitiu o documento, já que não há diferenças visuais entre os boletos antigos e os novos. Quem não conseguir pagar o boleto antigo acima de 400 reais no banco deverá quitar o débito diretamente com o credor.

Essa é a quinta etapa de implantação do novo modelo de cobrança. A próxima etapa será a última, partir de 21 de julho, quando os bancos não vão mais aceitar boletos antigos de qualquer valor. A cada etapa, boletos vencidos de novos valores podem ser pagos em qualquer banco. 

Matéria continua após a publicidade

Segundo a Febraban, o novo modelo vai permitir aos bancos controlar melhor o envio dos boletos e restringir erros.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos