Problemas frequentes dos serviços de telefonia foram intensamente debatidos ontem na Câmara / Imagem: Ana Marchi

A precariedade dos serviços de telefonia móvel e de internet em Corumbá foi amplamente debatida na sessão de ontem, segunda-feira (23), da Câmara Municipal de Vereadores, que já prepara uma audiência pública com a participação de autoridades ligadas aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como de representantes dos mais diferentes segmentos da sociedade, inclusive dos órgãos responsáveis pelo sistema, entre eles a ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações), e o PROCON.

O tema foi levantado pelo vereador Chicão Vianna que sugeriu a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as responsabilidades e buscar uma solução definitiva para o problema.

Matéria continua após a publicidade

“É inadmissível que a população de Corumbá e região fique ‘ilhada’ digitalmente, principalmente nos dias atuais que os órgãos públicos, o comércio, instituições privadas e consumidores estão conectados à rede mundial de computadores, e dependem dela para marcar uma consulta, comprar um alimento, vender um produto, cadastrar clientes, dentre outras infinitas funcionalidades existentes”, afirmou.

O vereador, como exemplo, citou problema ocorrido recentemente, na última sexta-feira(20), que foi alvo de muitas críticas na mídia social, inclusive por parte do vereador e presidente do Poder Legislativo, Evander Vendramini, que fez uma postagem em sua página, citando que as operadoras de telefonia “vendem um ótimo produto e entregam, quando entregam, uma porcaria”.

A ideia inicial de Chicão era a instalação de uma CPI. “Precisamos unir forças por meio da cooperação entre os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, para investigar os motivos da precariedade no serviço de telefonia fixa e móvel na região, e, consequentemente, de internet”, sugeriu o edil.

Matéria continua após a publicidade

Ele lembrou que os serviços são essenciais à região e que todas as operadoras de serviço móvel “dependem de uma única empresa de telefonia fixa atuante na região. A população não pode ficar a mercê de um serviço de má qualidade, que nos tem deixados ‘ilhados’ digitalmente, isolados do mundo”, reforçou.

Apoio total

A preocupação de Chicão ganhou apoio de todos os demais vereadores corumbaenses. Evander Vendramini, por exemplo, lembrou que a responsabilidade pela concessão dos serviços é da ANATEL. “Por isso mesmo temos de chamar a atenção, cobrar da nossa bancada federal, dos oito deputados e dos três senadores, uma posição em relação a este problema que já se tornou frequente na nossa região”, afirmou.

A realização de uma audiência pública foi apoiada por todos, inclusive por Chicão que não descarta a CPI, mais tarde. E nesta audiência, os vereadores vão cobrar as presenças de toda a bancada federal, das autoridades dos três poderes, empresários, representantes dos mais diferentes segmentos da sociedade, bem como da ANATEL, PROCON e das empresas que operam o sistema na cidade.

“Vamos convidar os nossos parlamentares, os responsáveis pelos serviços de telefonia móvel e internet na região, e outras autoridades envolvidas na questão, para participar dessa audiência, e aproveitar para convidá-los a se conectar com o mundo, via internet móvel, para que eles possam sentir na pele, os problemas que enfrentamos em Corumbá, diariamente”, completou Evander.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos