Foram encontrados dentro do painel do veículo, 30 tabletes de cocaína. / Imagem: Divulgação

Na manhã desta segunda feira, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 31,8 quilos de cocaína. Durante fiscalizações de rotina na BR-163, em Mundo Novo, a equipe policial deu ordem de parada ao veículo Hyundai I30 com placas de Campo Mourão/PR. O motorista, um homem, de 31 anos, tinha como passageiras a esposa, de 24 anos, e a filha dela, de 3 anos.

Perguntado sobre o motivo da viagem, o homem deu informações inconsistentes, não sabendo dizer a cidade em que estava. Já a mulher, informou que voltavam de Ponta Porã. Foi feita uma vistoria no veículo e nada de irregular foi encontrado, sendo então liberado.

Matéria continua após a publicidade

Intrigados de haver algo incomum no automóvel, os policiais fizeram checagens aos mais variados sistemas de informação policial e constataram a necessidade de uma busca minuciosa ao veículo. A equipe PRF de Guaíra/PR foi acionada e novamente abordaram o veículo.

A primeira equipe chegou ao local e procederam a uma nova fiscalização no interior do automóvel, onde encontraram, ocultos dentro do painel, 30 tabletes de cocaína, que somaram 31,8 quilos da droga.

O motorista declarou que foi contratado para deixar seu veículo em um posto de combustíveis em Ponta Porã, dez dias atrás. Na sexta-feira (14) retornou à cidade para pegar o veículo, que foi entregue, já carregado com a droga, no domingo (16). Ele disse ainda que receberia a quantia de R$ 2 mil pelo transporte do ilícito.

Matéria continua após a publicidade

A ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Polícia Federal em Guaíra/PR e o Conselho Tutelar da cidade foi chamado para acompanhar a menor.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos