Um casal foi flagrado em ato sexual em plena luz do dia no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. As imagens foram captadas há cerca de um mês e só agora divulgadas, mostram que o ato obsceno ocorreu bem ao lado da obra do Aquário do Pantanal.

Os registros foram feitos pelo fotógrafo Marcos V. Santana, de 40 anos, conhecido pelos registros de aves que faz. Ele decidiu compartilhar as imagens após as denúncias de falta de segurança no entorno no Parque, principalmente na polêmica obra embargada.

Matéria continua após a publicidade

Há cerca de um ano, o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) anunciou investimento de mais de R$ 1 milhão em melhorias no parque, vindos de compensações de impacto ambiental. Deste total, mais de R$ 180 mil referem-se a aquisição e instalação de um moderno sistema de videomonitoramento.

De acordo com o governo do Estado, 15 conjuntos de câmeras, que filmam em ângulo de 360 graus, seriam instaladas até março de 2018 e seriam acompanhadas por um policial militar durante as 24 horas do dia, além de ficarem gravadas para qualquer eventualidade. No local, também funciona um Batalhão da Polícia Militar.

Segundo o autor das imagens, o casal não foi importunado enquanto praticava o ato. “Fui fazer um ensaio fotográfico com uma cliente quando notamos o que estava acontecendo. Minha cliente ficou horrorizada, porque eram coisa de 14h, não tinha nenhum policial, ninguém que a gente pudesse chamar”, destaca.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos