Um homem de 42 anos e uma mulher de 47 foram presos no município de Cocalinho (920 km de Cuiabá), na última quinta-feira (31), acusados de estuprar duas irmãs, uma delas de apenas nove anos.

Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, que cumpriu o mandado de prisão, as investigações do crime começaram no dia 14 de janeiro deste ano, quando uma assistente social procurou a polícia com uma das vítimas, de nove anos, para denunciar o caso.

Matéria continua após a publicidade

Segundo a denúncia, as irmãs moravam no Lar da Criança de Água Boa (740 km de Cuiabá) e de vez em quando o casal pegava as duas no local e elas ficavam aos cuidados da família.

Nesses momentos, porém, as duas eram brutalmente abusadas. A mulher amarrava e amordaçava as meninas para que elas não gritassem e o homem as estuprava, afirma a denúncia.

Assim que denunciados, os dois fugiram e ficaram foragidos durante meses, sem nem mesmo apresentarem alguma defesa, ou a própria versão para o caso. Diante da fuga, a Justiça expediu ordens de prisão contra os dois, que chegaram a passar meses morando em Goiás para dificultar o trabalho da polícia.

Matéria continua após a publicidade

Conforme o delegado regional Valmon Pereira da Silva, o casal é bastante astuto e não se enraizava nas cidades onde residia.

“Logo eles resolveram voltar para Mato Grosso, foi quando finalmente conseguimos efetuar a prisão deles em uma fazenda no município de Novo São Joaquim”, destacou o delegado.

Os dois foram encaminhados para presídios e estão à disposição da Justiça.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos