Vacina é trivalente e imuniza contra os vírus H1N1, H3N2 e B / Imagem: Ilustrativo

Em uma semana, mais duas pessoas morreram por gripe em Mato Grosso do Sul. É o que aponta o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, nesta quarta-feira (26). Com os novos casos, o Estado atinge a marca de 26 mortes por gripe só este ano.

Os últimos casos confirmados foram de duas mulheres, uma de 56 anos, que morreu no dia 18 de junho e outra, de 51 anos, que morreu no domingo (22).

Matéria continua após a publicidade

As duas mortes foram registradas em Campo Grande, que hoje é a cidade com maior número de óbitos por gripe, somando 7 casos. Seguida por Três Lagoas, cidade a 338 quilômetros da Capital, que registrou 6 mortes por gripe este ano.

Ainda segundo a Secretaria, das 26 mortes confirmadas, 23 ocorreram por contaminação com o vírus H1N1, uma pelo vírus H3N2 e duas por um subtipo não identificado.

Em 2018, 33 pessoas morrerem por gripe em Mato Grosso do Sul.

Matéria continua após a publicidade

Aumento - O número de casos confirmados por gripe cresceu 15% no Estado, passando de 117 para 135. As notificações da doença também registram um aumento de 10%. Segundo o Boletim, mais 79 casos de gripe foram notificados pela secretaria nesta semana, totalizando 840 este ano.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos