Praça fica na principal avenida da cidade, proporcionando um belo visual do Rio Paraguai e do pôr do sol corumbaense.

A comunidade Palestina de Corumbá está sendo homenageada pelo Município com a denominação de um espaço público na área urbana da cidade. Lei neste sentido foi aprovada por unanimidade pelo Poder Legislativo corumbaense, durante sessão extraordinária ocorrida na última quarta-feira, 17, e sancionada pelo prefeito Marcelo Iunes na quinta-feira, 18.

A Lei 2.684 estabelece que o espaço localizado na Avenida General Rondon, entre as ruas 15 de Novembro e Ladeira José Bonifácio, ao lado da escadaria que liga o centro ao Porto Geral, passa ser denominada de “Praça Palestina”.

Matéria continua após a publicidade

A proposta encaminhada pelo Executivo, foi aprovada pelos 12 vereadores presentes à sessão: Roberto Façanha, Tadeu Vieira, Gaúcho da Pró-Art, Manoel Rodrigues, Yussef Salla, André da Farmácia, Luciano Costa, Chicão Vianna, Cristóvão Contador, Bira, Paulo Bertini e Gabriel Alves de Oliveira.

O vereador Roberto Façanha destacou a importância da homenagem e que a denominação da praça já vinha sendo tratada há algum tempo. Lembrou um encontro com Omar Fares, representante da comunidade palestina na região, quando iniciou os entendimentos visando ‘adoção’ do espaço.

“A partir de agora, com a aprovação da proposta encaminhada pelo Poder Executivo, além da homenagem, a comunidade palestina ‘adota’ essa praça, um espaço localizado no centro histórico de Corumbá, de onde se tem uma bela visão do nosso Porto Geral, do Rio Paraguai, do nosso Pantanal”, citou o vereador.

Matéria continua após a publicidade

A Lei, conforme Façanha e o próprio prefeito Marcelo Iunes, é uma forma de homenagear uma comunidade que se destaca principalmente no setor comercial, gerando renda e emprego, movimentando a economia local.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos