Vania Coffacci e o Condomínio Casa Nova II na parte alta de Corumbá. / Imagem: Fábio Marchi

Viver em harmonia nos centros urbanos já é um desafio nesses tempos modernos. Agora imagine viver em um condomínio, em uma cidade do interior onde ainda não existe o costume da boa convivência e a segurança de um condomínio fechado.

Vista parcial do Condomínio Casa Nova II em Corumbá. / Imagem: Fábio Marchi

Matéria continua após a publicidade

Vânia Coffaci (47) é síndica recém-empossada do Condomínio Casa Nova II, localizado na parte alta da cidade de Corumbá, sendo  eleita em 16 de Setembro com adesão de 74% da totalidade dos votos, junto com a subsíndica Zaira Helena Souza. 

Vania Coffacci em 40 dias organizou as contas do condomínio. / Imagem: Fábio Marchi

Zaira é a subsíndica e junto com Vania, administram o condomínio de 200 apartamentos. / Imagem: Fábio Marchi

Matéria continua após a publicidade

Ela alega que recebeu uma "herança complicada", uma dívida do condomínio perante dois porteiros e um zelador registrados em carteira que possuem cerca de 3 a 4 meses de atraso de INSS e FGTS, além de outras dívidas, que totalizam cerca de aproximadamente R$ 6.000 reais, de acordo com as pendências e protestos apresentados pela Caixa Econômica Federal. Segundo Vânia:

Pegamos isso aqui detonado de uma gestão que era para ter durado apenas 6 meses, mas que se prolongou para 8 meses e  no final deixou isso aqui uma terra de ninguém.

O Condomínio Casa Nova II é novo, tem 11 meses desde sua inauguração. / Imagem: Fábio Marchi

A síndica diz que está colocando a "casa em ordem", através de organização e parcerias:

Vânia também se preocupa com atividades de lazer para as crianças e adolescentes.

PAGAMENTOS

Segundo Vânia, ela eliminou os boletos bancários que estavam gerando confusão e decidiu realizar a cobrança diretamente com os condôminos devedores:

Segundo Vânia, o condomínio também estabeleceu uma parceria com o setor de Posturas da Prefeitura, para que os fiscais possam realizar esse trabalho de orientação com os moradores, inclusive sobre o risco de perder o apartamento por conta de eventuais atividades ilícitas e também pela falta de pagamento do condomínio:

PERMUTAS

Vânia também tenta permutar o máximo que pode com os inadimplentes:

PROMOÇÃO

Segundo a síndica, a idéia da promoção de sarrabulho surgiu em uma dessas reuniões do condomínio - o objetivo é conseguir pagar o INSS e o FGTS dos funcionários que estão em atraso, sem precisar parcelar: 

A gente precisa resolver essas pendências, em especial o pagamento dos direitos trabalhistas dos porteiros.

BOCAS DE FUMO, TRÁFICO DE DROGAS E AMEAÇAS

O condomínio também enfrenta um grave problema social em suas dependências. E como síndica, ela também têm que encarar isso de frente:

Bandidos e traficantes entram através de buracos na cerca dos fundos, e o Condomínio já está providenciando o reparo e a instalação de mais câmeras de segurança. / Imagem: Fábio Marchi

Segundo Vânia, as câmeras de segurança também estão ajudando a inibir o tráfico de drogas que existe dentro do condomínio (19 "bocas" identificadas) mas ainda não impedem abusos:

Vania analisa as imagens das câmeras de segurança para tentar identificar o responsável pela tentativa de derrubada do portão da entrada principal. / Imagem: Fábio Marchi

Estamos agora buscando nas câmeras um indivíduo que tentou derrubar o portão porque não conseguiu entrar ontem à noite, para comprar drogas.

Policiais e Guardas Municipais fazem ronda nas imediações do condomínio para inibir assaltos e o tráfico de drogas. / Imagem: Fábio Marchi

Segundo Vânia, o poder público está ciente das atividades ilícitas que ocorrem dentro do condomínio:

A SIG (Setor de Investigações Gerais), manda pessoal à paisana, drones sobrevoam aqui, carros da polícia descaracterizados fazem vigilância, sem contra com as blitz que são realizadas aqui dentro do condomínio, sem aviso.

Vania aponta para o local onde roubaram as tubulações de cobre do gás encanado - moeda de troca por entorpecentes. / Imagem: Fábio Marchi

COSTUMES

A síndica reclama que a maior dificuldade é a compreensão por boa parte dos moradores em aceitar o que é viver em um condomínio fechado.

HIGIENE

A higiene e os bons hábitos de convivência também são um problema recorrente no condomínio.

A falta de higiene por parte de alguns moradores também é um grande problema para a comunidade local. / Imagem: Fábio Marchi

Alguns moradores chegam a estender roupas no gradil de passagem pública, comum à todos os moradores - roupas íntimas, até. / Imagem: Fábio Marchi

A sub-síndica Zaira Helena mostra que boa parte da sujeira do condomínio poderia ser evitada - como as marcas dos pés nas paredes dos prédios, por exemplo. / Imagem: Fábio Marchi

Alguns moradores não se importam de jogar lixo nas áreas comuns do condomínio, desrespeitando as normas de boa conduta. / Imagem: Fábio Marchi

Essa falha no gramado novo foi provocada pelo despejo de óleo de cozinha, provavelmente descartado por algum morador do local. / Imagem: Fábio Marchi

Sobre sua dedicação em tornar o Condomínio Casa Nova II um lugar melhor de se viver, finalizou:

Existe um lista com mais de mil famílias aguardando por um apartamento - então somos privilegiados, temos que valorizar isso.

Para adquirir os cartões da promoção de SARRAVULHO, entre em contato com Vânia Coffacci pelo telefone 99287-6508 ou Zaira 99228-4306.
 
Promoção de Sarravulho
Dia 11/Dez (Domingo) à partir das 11h
Centro Comunitário do Condomínio Casa Nova II
Retirar no local.
R$ 20,00 reais - marmitex nº9 de isopor (serve 2 pessoas)
Apenas 200 convites disponíveis.  

 

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos