O corpo da brasileira Criskeila Veloso Gomes, de 21 anos, que desapareceu na Austrália em 28 de novembro, foi encontrado neste sábado (8) em uma praia de Queensland, próxima a Brisbane, cidade onde a jovem morava. A família confirmou que recebeu a notícia de autoridades australianas. O consulado brasileiro em Brisbane confirmou que policiais encontraram o corpo da jovem.

Segundo informações da família de Criskeila, que mora em Três Lagoas (MS), o corpo foi encontrado embaixo de uma árvore, em posição sentada. O carro da jovem também foi encontrado e o celular dela estava dentro do veículo. Não há informações sobre a causa da morte.

Matéria continua após a publicidade

Segundo o consulado, não havia indícios de crime, mas a família informou que será feita necrópsia na segunda-feira para verificar a causa da morte e confirmar a identidade da jovem através da arcada dentária, mas "Tudo indica que é ela", afirma a irmã, Criskely Gomes.

O caso

Criskeila Gomes, de 21 anos, desapareceu em Brisbane, Austrália, em 28 de novembro. Ela morava na cidade com o namorado, e trabalhava em um frigorífico. A família da jovem, de Três Lagoas (MS), viveu 10 dias de angústia sem pistas sobre seu paradeiro.

Matéria continua após a publicidade

A família pedia empenho da polícia australiana nas buscas pela jovem. A mãe, Maria, afirmou que ouvia sem parar o último áudio da filha, em que dizia: "Oi mãe, bênção! Tô com saudade, te amo! Fique com Deus".

Criskeilla morava na Áustrália desde os 7 anos de idade, e depois que os pais voltaram ao Brasil, ela ficou no país com o irmão. Segundo a família, a jovem estava feliz por ter conseguido o visto permanente. O último contato com os familiares do Brasil foi por redes sociais. O consulado brasileiro em Brisbane informou que está em contato com parentes da jovem na Austrália para acompanhar o caso.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos