Corumbá este ano se prepara para ser um dos principais destinos neste carnaval, após sete cidades no interior do estado anunciarem o cancelamento do evento por falta de verba.

A cidade esta aguardando um aumento no fluxo de pessoas, com uma estimativa de receber cerca de 15 mil turistas para curtir a festividade. A expectativa cresceu nos últimos dias, esperando uma média de 30 mil foliões a cada dia/noite durante os seis dias de carnaval.

Matéria continua após a publicidade

De acordo com o presidente da fundação de cultura, Joilson Silva da Cruz, o carnaval deste ano poderá ser melhor que nos anos anteriores, tendo uma grande valorização na cultura regional e contando com bons investimentos em atrações, nas escolas de samba, blocos oficiais e cordões carnavalescos.

Joilson ainda ressalta que o carnaval é um dos pontos fortes da cidade, trazendo um giro econômico grande com a valorização do comércio e outros setores. Neste ano, a festa que ainda nem começou já gerou cerca de dois mil empregos informais, como ambulantes, ajudantes, costureiras, entre outros.

Infraestrutura

Matéria continua após a publicidade

A infraestrutura está sendo reforçada e os visitantes poderão contar com hospedagens de qualidade, hospitais disponíveis e campanha de prevenção a DST’s por toda cidade, além do apoio da Polícia Militar e uma equipe de preparada de seguranças por todo o evento.

A expectativa é que esse ano o carnaval corumbaense cresça ainda mais, recebendo diversos turistas e incentivando a apreciação da cultura regional, com brilhos e cores das escolas de samba. Fomentar a economia da cidade, trazendo investimentos e transformando feitos para a população.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos