A Corregedoria da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul e equipes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Bancos, Assaltos e Sequestros) estão em Aquidauana – a 135 quilômetros de Campo Grande – fazendo perícia e buscas na casa do delegado titular da 1º DP, Eder de Oliveira.

Eder de Oliveira que havia sido removido na última semana, no dia 17 deste mês, para a cidade de Selviría, foi preso neste domingo (23), e está em uma cela da delegacia de onde era titular. 9 pessoas foram presas pelo sumiço dos 100 quilos de cocaína, no dia 18 deste mês.

Matéria continua após a publicidade

Sete homens e duas mulheres, suspeitos de envolvimento no sumiço da droga foram presos. Uma das presas conseguiu prisão domiciliar e continuará em Aquidauana. Entre os presos está uma advogada. Foram feitas buscas na residência, escritório e no veículo da advogada, que também foi apreendido para ser periciado.

O furto da cocaína foi descoberto no dia 10 de junho e sete dias depois, o titular da delegacia foi transferido da unidade, fato que, conforme a assessoria da Polícia Civil, não teria ligação com o sumiço da droga e seria apenas uma ‘adequação administrativa’.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos