Puccinelli, o filho André Júnior e o advogado continuam presos / Imagem: Internet

O desembargador Maurício Kato, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3), com sede em São Paulo, a qual a Justiça Federal de Mato Grosso do Sul está afeita acaba de negar o habeas corpus em favor de André Puccinelli, do seu filho Puccinelli Júnior e do advogado João Paulo Calves.

A negativa não foi uma surpresa. A boca pequena, nos escritórios de advocacia que atenderam o ex-governador, já se comentava que a decisão de prisão contra André, tinha sido “Muito bem desenhada, tinha lógica e 130 páginas de texto” , que alicerçaram a necessidade de detenção, na visão do juiz federal Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande. Isso mesmo não havendo nenhum fato novo , acrescentado no processo.

Matéria continua após a publicidade

André, o filho e o advogado continuam presos no Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Campo Grande, no Jardim Noroeste.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos