Duas mulheres foram presas neste domingo (30), em Campo Grande, no bairro Zé Pereira acusadas pela morte de Sorraira Cabritta Campos, de 24 anos. A vítima foi encontrada com várias perfurações de faca na Fazenda da Embrapa.

Foram presas Jéssica Moreira de 27 anos, e Lislie Silva Vargas de 27 anos. As duas confessaram crime e foram detidas horas depois do crime, na mesma região do assassinato, em uma residência.

Matéria continua após a publicidade

Inicialmente, elas mentiram os nomes, mas depois confessaram estar envolvidas no assassinato de Sorraira. Lislie contou que por volta das 21 horas de sábado (29) recebeu uma ligação de dentro do Presídio de Segurança Máxima, da Capital, recebendo ordens de buscar a vítima e matá-la.

Sorraira estava em cárcere privado dentro de uma residência no Núcleo Industral. Com Lislie estava Jéssica e mais um homem. Eles colocaram a vítima dentro de um veículo Chevrolet Chevete a levando até o local da execução. A vítima foi assassinada com diversos golpes de faca no rosto, nuca, braços, pescoço. Ela foi encontrada sem calcinha. Há suspeita de violência sexual.

Depois do crime, as mulheres e o homem, que não foi encontrado, abandonaram o corpo e foram para uma boate, onde conheceram um terceiro homem e outra mulher. As autoras foram encontradas na casa do homem que conheceram na boate. Elas não disseram a motivação para o crime.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos