Na manhã desta terça-feira (04), o Secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Ricardo Campos Ametla, acompanhado do Secretário de Governo Cássio Costa Marques, explanaram acerca dos problemas infraestruturais que a cidade de Corumbá vem lidando, sobretudo neste período de fortes chuvas na cidade.

Problemas com a drenagem das águas pluviais causados pelo entupimento das bocas de lobo, de valetas e galerias nas últimas chuvas do final do mês de novembro provocaram o alagamento de ruas e o inundamento de residências.

Matéria continua após a publicidade

Uma das regiões mais críticas foi a rua Rio Grande do Sul entre a Edu Rocha e a 21 de Setembro, onde a água causou inúmeros transtornos aos moradores e veículos que ali trafegavam. O bairro Aeroporto foi dos bairros mais atingido pelos problemas de inundação. 

Aliado aos fortes temporais, a maciça presença de buracos que se propagam pela cidade, sobretudo em vias de grande tráfego como as ruas Colombo, Cabral e Porto Carreiro, vem indignando a população corumbaense. 

Conforme o secretário, em relação às chuvas, a Prefeitura vem agindo de forma preventiva, sobretudo na limpeza das regiões mais afetadas, das bocas de lobos e valetas, e na conscietização da população acerca do descarte correto do lixo.

Matéria continua após a publicidade

Segundo o secretário, muitos cidadãos vêm colocando o lixo em dias que a coleta não acontece e fora dos horários, deixando o material sujeito também a ações de pessoas que acabam abrindo as sacolas plásticas, em busca de latas de alumínio, esparramando o lixo pelas calçadas.

O descarte incorreto de lixo acaba causando sujeira nas vias públicas, e entupimento de bocas de lobo, em caso de chuvas.

Para tanto, a Prefeitura desenvolveu uma cartilha para conscientizar e informar os horários e dias em que o lixo domiciliar é coletado pelas equipes responsáveis por este programa na cidade.

Nesta semana, vereadores solicitaram à Prefeitura medidas mais efetivas para a drenagem das águas, como a instalação de um equipamento conhecido como ‘boca de lobo inteligente’ no interior dos bueiros, para evitar que o lixo seja levado pelas enxurradas para dentro das galerias.

Por hora, todavia, a população ganha uma cartilha de conscientização...

Buraqueira em Corumbá

Conforme o secretário Ametla, os buracos nas ruas Colombo, Cabral e Porto Carreiro, em Corumbá, aguardam uma nova licitação para a execução das obras de recapeamento. Segundo Ametla, as valetas abertas nos extremos de cada via pela Sanesul foi proposital a fim de readequar a encanação que passava por debaixo dessas ruas, coloborando com a construção do binário previsto nas obras do Fonplata. 

Todavia, a empresa contratada para imediatamente recapear os buracos abertos não prestou o serviço, obrigando a Prefeitura a entrar em novo processo licitatório. Daí, portanto, a demora na recuperação de tais ruas e os transtornos provocados aos transeuntes e, sobretudo, motoristas que ali trafegam. 

Ametla garante que, nesta situação, a empresa Sanesul agiu de boa-fé em relação às valetas abertas e cumpriu com o acordo realizado com o Poder Público. Quem não cumpriu, no caso, foi a empresa licitada.

O secretário prevê que, para a semana que vem, os trâmites para a contratação de uma nova empresa prestadora dos respectivos serviços seja adiantado. 

Rua Cabral, entre Rua Frei Mariano e Antônio Maria Coelho, em situação crítica pelos buracos e valetas abertas.

Chuva encobre os buracos espalhados pela Rua Cabral.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos