O Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário realizou neste Domingo (01) uma de suas várias etapas de treinamento (adestramento, no jargão militar) do Curso de Operações no Pantanal na famosa ponte de captação de água do Rio Paraguai, localizada na Orla Ruiter Cunha de Oliveira, no Porto geral - em Corumbá.

O exercício - realizado em um dos principais cartões-postais turísticos da Cidade Branca - constituía de uma das várias etapas no aprendizado e prática da descida de rapel, um processo de descida onde o praticante utiliza-se de um cabo e equipamentos apropriados para a descida de paredões e vãos livres, com velocidade e segurança.

Matéria continua após a publicidade

O Capitão de Fragata Fuzileiro Naval Cláudio Zupo Valente (nome de guerra: ZUPO VALENTE) disse em entrevista ao Correio da Manhã que essa era apenas uma dentre as diversas etapas do aprendizado do rapel - uma técnica muito utilizada no resgate, fuga e incursões militares.

Capitão de Fragata Fuzileiro Naval Cláudio Zupo Valente, Comandante do Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário. / Imagem: Fábio Marchi

Segundo Zupo Valente, segurança é a máxima dentro do treinamento militar:

Matéria continua após a publicidade

MISSÃO DIFÍCIL


O Capitão-de-Fragata Zupo Valente já foi um aluno do curso Operações no Pantanal que é uma referência mundial no bioma pantaneiro e também falou sobre a difícil missão de concluir o curso - que nessa edição deve encerrar no final de Agosto:

Zupo Valente também evidenciou outro ponto positivo do curso Operações no Pantanal:

Tenente Ibrahim inspeciona o equipamento do aluno antes da descida de rapel.

O primeiro-tenente fuzileiro naval Frank Oallans Rodrigues Ibrahim (Nome de guerra: IBRAHIM), da equipe de coordenação do curso - e que também é um "Jacarezinho" - falou ao Correio da Manhã sobre o grau de dificuldade do curso e sobre a grande quantidade de desistências de alunos ao longo do período do treinamento:
 

Tenente Ibrahim acompanha cuidadosamente a descida de um aluno da ponte.

Mais imagens:

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos