Uma professora impediu que dois adolescentes jogassem um coquetel molotov dentro do pátio da Escola Municipal Valério Carlos da Costa localizada na Rua Santa Catarina em Sidrolândia, cidade a 71 quilômetros de Campo Grande, nesta segunda-feira (25).

Os adolescentes, de 16 e 17 anos, iriam jogar o coquetel no momento do intervalo da escola de ensino fundamental. Crianças de 6 e 7 anos estavam no pátio e brincavam pelos corredores da escola.

Matéria continua após a publicidade

A diretora Iria Ramires Gomes disse ao site Sidrolândia News, que a professora Silvia Menezes Ferreira, surpreendeu os dois e os impediu aos gritos, que estavam do lado de fora da escola com o coquetel molotov.

Ainda de acordo com a diretora, naquele momento, havia várias crianças entre 6 e 7 anos de idade no pátio durante o intervalo. A professora então percebeu os dois na parte exterior da escola, ao lado do muro, com o objeto em chamas nas mãos.

Quando percebeu que um dos deles estava com o objeto em chamas, e posicionou o corpo para arremessá-lo ao interior do colégio, a professora, aos prantos os repreendeu. Os dois então fugiram correndo.

Matéria continua após a publicidade

A Polícia Militar foi acionada com as características dos indivíduos que foram localizados no Ginásio Leonel de Moura Brizola. Durante abordagem, um deles confessou que estava com uma garrafa contendo uma quantidade de tíner, (solvente para diluir tinta, altamente inflamável), e convidou o amigo para ir até a escola Valério atear fogo.

Os dois foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, acompanhados pelo Conselho Tutelar.

A tentativa acontece poucos dias após a tragédia da escola Raul Brasil em Suzano (SP).

Na última quarta-feira (20), dois adolescentes ameaçavam explodir a Escola Estadual Blanche dos Santos Pereira, no Jardim Tijuca, em Campo Grande. Os dois foram apreendidos e foram encaminhados para uma Unei (Unidade Educacional de Internação) de Campo Grande.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos