A Polícia Federal, em parceria com a Controladoria Geral da União, deflagrou ontem (9), a Operação PESTICIDA, a qual investiga a ocorrência de fraudes no PAA – Programa de Aquisição de Alimentos da Ação de Compra Direta da Agricultura Familiar com Doação Simultânea, oriundo o programa FOME ZERO do Governo Federal.

O programa busca ser um instrumento de políticas públicas de garantia de renda e de apoio à comercialização de alimentos produzidos pelos agricultores familiares, assentados e povos e comunidades tradicionais, ao passo em que oportuniza a aquisição dos produtos agrícolas por eles produzidos e a destinação a entidades de assistência a pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar (creches, escolas, igrejas, dentre outras).

Matéria continua após a publicidade

Em nota a prefeitura esclarece sobre a operação:

Com relação à ação realizada na manhã desta quarta-feira, 09 de outubro, pela Polícia Federal na sede da Secretaria Especial de Agricultura Familiar, a Prefeitura de Corumbá esclarece que o mandado de busca e apreensão é referente ao processo 0000308-17.2018.403.6004, que corre em segredo de justiça na 1ª Vara Federal de Corumbá, e investiga possíveis desvios de recursos públicos federais relacionados ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), mais conhecido como “Fome Zero”, ocorridos no ano de 2014.

A Prefeitura de Corumbá reforça que está à disposição das autoridades competentes para auxiliar nas investigações. O Executivo municipal reitera seu compromisso com a Lei, com a ética, com a transparência dos atos públicos e repudia veementemente o mau uso dos recursos públicos.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos