Atendimento da Caravana da Saúde / Imagem: GovMS

Contando com a parceria da prefeitura da Capital, a Caravana da Saúde, do Governo do Estado, teve início no sábado (23) e contabiliza 1.163 consultas e 4.759 procedimentos até às 10 horas do domingo (24).

“O Município de Campo Grande disponibiliza a relação de pacientes na fila, dá apoio com equipamentos e trabalha auxiliando os hospitais”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Vilela. Municípios do interior também são parceiros por meio da regulação, repassando as informações sobre os pacientes que estão na fila por consultas, exames e cirurgias.

Matéria continua após a publicidade

Maria de Lima Mariano, de 77 anos, elogiou o atendimento realizado no Parque Ayrton Senna, no bairro Aero Rancho, na Capital. “Ligaram ontem me avisando. Cheguei às 7 horas e não tive nenhuma dificuldade. Já estou quase sendo atendida. Eu já fiz a cirurgia de catarata e agora vou fazer a limpeza da lente [yag laser]”, disse.

A dona de casa Luzia Nogueira Dias, 55, também já tinha feito a cirurgia de catarata na edição anterior Caravana da Saúde e agora precisa passar pelo mesmo procedimento. Ela contou que não respeitou o pós-operatório, mas que agora vai ser disciplinada. “Desta vez eu vou ficar quieta. Não vou dirigir, nem cozinhar. Se não fosse a Caravana eu não teria como fazer nem a cirurgia de Catarata e nem a limpeza que vou fazer dessa vez”.

Reestruturação

Matéria continua após a publicidade

A Caravana da Saúde também está dando continuidade à reestruturação da Saúde. Neste domingo, no Parque Ayrton Senna, o Governo do Estado entregou caixas cirúrgicas para hospitais de todo o Estado – 53 deles para o Hospital Regional de Campo Grande.

“São R$ 6 milhões de investimento em 538 caixas cirúrgicas que o Governo preparou com a Secretaria de Estado de Saúde para oferecer aos hospitais e que foram entregues aqui hoje, em mais uma ação voltada para a saúde da nossa população, assim como é a Caravana que por onde passou foi deixando um legado de reestruturação da saúde pública com a construção de hospitais, entrega de equipamentos e oferecimento regionalizado de serviços de alta complexidade”, afirmou a vice-governadora Rose Modesto, que representou o governador Reinaldo Azambuja.

Receberam os equipamentos os municípios de São Gabriel do Oeste, Coxim, Amambai, Corumbá, Dourados, Jardim, Nova Andradina, Aquidauana, Ponta Porã, Sidrolândia, Maracaju, Três Lagoas, Chapadão do Sul, Bataguassu, Paranaíba, Naviraí e Fátima do Sul. Para o Hospital Regional de Campo Grande o investimento foi de R$ 1,826 milhão.

O prefeito de São Gabriel do Oeste, Jeferson Tomazoni, foi receber os equipamentos. Ele contou também que a administração municipal transportará pacientes, na próxima semana, para serem atendidos na Capital. “Temos estrutura e a especialidade para fazer cirurgias oftalmológicas, mas a Caravana da Saúde ajuda porque não conseguimos sozinhos atender todo mundo. Vamos trazer 135 pessoas”.

Já o secretário de Estado de Saúde, Carlos Coimbra, explicou que quem precisar de atendimento precisa procurar a unidade de saúde mais próxima para agendar a consulta ou cirurgia.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos