Empossado em 02 de janeiro de 2017, o prefeito de Ladário Carlos Ruso não usufrui de uma boa fama entre os cidadãos da Peróla do Pantanal. Acusações de descaso com a cidade, altíssimos gastos em diárias para viagens que poucos sabem o motivo, e uma lista sem fim de denúncias que pipocam o Ministério Público, somam-se a sua trajetória política pouco louvável na pequena cidade de Ladário. 

Carlos Ruso, que iniciou sua gestão se comprometendo a fazer um governo transparente e democrático voltado para a população ladarense, e tendo como sua prioridade a Educação, nesta semana se envolveu em nova polêmica envolvendo os professores municipais. Nesta quarta-feira (02), muitos professores de Ladário foram surpreendidos com descontos em suas folhas de pagamento relacionados a paralisação e pela luta de seus direitos ocorrida no mês passado. 

Matéria continua após a publicidade

Em abril, as aulas do município foram paralisadas devido a greve dos professores, que pediam reajuste salarial de 6,81% anunciado pelo Ministério da Educação. Cerca de 50 educadores, que correspondem a 95% do total, aderiram à paralisação. . 

Vale lembrar que o direito à greve foi regulamentado pela Lei 7.783/1989, virando também um direito garantido pela Constituição Federal, que em seu Artigo 9º que assegura aos trabalhadores o direito de greve como meio de defender seus interesses. O exercício de greve é legítimo, com a suspensão coletiva temporária e pacífica, total ou parcial, de prestação de serviços, quando o empregador ou a entidade patronal, correspondentes tiverem sido pré-avisadas 72 horas, nas atividades essenciais e 48 horas nas demais.

Em vídeo divulgado ontem (02), os professores se aglomeraram na frente da Prefeitura Municipal de Ladário aguardando a chegada do prefeito que os recebeu com pouco simpatia e alegou que somente falaria com a liderança do movimento. 

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos