Concorrência empresarial é tudo. Sobretudo para o bolso do consumidor. Todos nós sabemos que o mercado é baseado em oferta e demanda. Os dois itens são essenciais para o equilíbrio da economia. Será através da oferta e da demanda que o mercado irá conseguir definir preço e quantidade a serem produzidos. Na verdade, a própria concorrência é vista como uma forma de organizar de auxiliar o mercado na determinação de preços, padrões, dentre outros elementos.

Por mais de 40 anos a empresa de viação rodoviária Andorinha S.A monopolizou a linha 059, Corumbá x Campo Grande. Com preços altíssimos, uma viagem intermunicipal entre os dois municipios que distam 428 KM não saia por menos de R$ 120,00, somente ida. O preço por Km rodado na rota Corumbá - Campo Grande era excessivamente maior que em outros trechos da companhia, que cobrava em outros estados, por quase a metade do valor pela mesma distância. 

Matéria continua após a publicidade

Mas o cenário mudou. Isso após uma verdadeira batalha da Câmara Municipal de Corumbá pelo fim do monopólio do transporte intermunicipal. Após o Ministério Público Estadual entrar com uma ação civil pública contra o Estado de Mato Grosso do Sul, dando prazo de 180 dias para a realização de uma nova licitação, a Seriema Transportes, uma empresa que chegou em Corumbá e se propôs a concorrer com a Andorinha, com passagem ida e volta ao preço de R$ 140,00, aguardava apenas uma autorização para o percursso.

Demorou. Na época, segundo o presidente da Câmara, Evander Vendramini, a questão toda envolve uma rede de favorecimento que simplesmente não permitia a vinda de empresas concorrentes para Corumbá. Em quatro décadas nenhum plano diretor de transportes foi elaborado para permitir a vinda de concorrência. A própria Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul (AGEPAN) órgão regulador do Estado do MS que em tese deveria ser imparcial na relação com as empresas de transporte, já fez propaganda direta da empresa Andorinha em seu site oficial em 2016 ao anunciar a nova frota da empresa, arcando com isso um processo no Ministério Público que protela AINDA em passos lentos. 

Mas no fim do mês de março, após uma recusa da justiça em permitir autorização da Seriema Transportes de operar na linha 059, uma decisão do desembargador Vladimir Abreu da Silva, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, concedeu tutela recursal em favor da empresa, criando, finalmente, uma concorrência pelo trecho. 

Matéria continua após a publicidade

Não demorou muito para que a empresa Andorinha S.A. agisse buscando manter sua clientela. Nesta semana, a empresa anunciou uma passagem "opcional" no horário das 18h00, diária, pelo valor de R$ 70,00. O que em outros tempos soaria como absurdo, hoje é realidade - temos opções no transporte intermunicipal, e quem ganha somos nós consumidores. 

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos