Buscas por Gilberto de Goés de Lima (58)- desaparecido no começo da noite de Quarta -Feira passada (04), / Imagem: Divulgação/Bombeiros

Foram encerradas as Buscas de Gilberto de Goés de Lima (58) que desapareceu no começo da noite de Quarta -Feira (04).

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, por 6 dias ininterruptos a guarnição de Busca e Salvamento aquático realizaram todos os meios possíveis e necessários de busca para a localização da vítima, onde a profundidade ultrapassou 18 metros, com forte correnteza e sem nenhuma visibilidade.

Matéria continua após a publicidade

Ainda segundo informações, foram realizadas buscas em superfície que abrangeu uma área de 50 km da Ponte de Porto Morrinho. Durante a operação foram encontrados apenas pequenos vestígios de tecido com pelos(semelhantes a pele humana). O material encontrado, foi recolhido e acondicionado em câmara fria e posteriormente encaminhado a Policia Civil para os procedimentos legais.

O caso

Matéria continua após a publicidade

Equipe de busca e salvamento aquático deslocaram até a região de Porto Morrinho cerca de 70 km da área urbana de Corumbá onde segundo comunicado ao Corpo de Bombeiros de Corumbá, o senhor Gilberto Goes Lima de 58 anos saiu na tarde de ontem por volta das 17 horas, com um barco a motor de Porto Esperança em direção a Porto Morrinho, onde iria comprar combustível e não retornou.

Preocupados com a demora que não era habitual pois o mesmo fazia o sempre esse trajeto e com certa rapidez, parentes por volta das 20 horas seguiram de barco em direção à Porto Morrinho e encontraram apenas o barco com o motor ligado dando voltas no leito do rio.

Diante da situação os parentes suspeitam que o mesmo deve ter caído nas águas do rio Paraguai já que ele nem chegou a Porto Morrinho.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos