Nesta quarta-feira (30), circularam nas rede sociais boatos de que um apagão aconteceria a partir desta quinta-feira (31). Ainda segundo segundo os boatos, o apagão deixaria Corumbá e Ládário, sem energia, provocando também a falta de abastecimento de água nas regiões.

Em nota, a Energisa esclareceu que a notícia é FALSA e que a estrutura da rede não foi comprometida pelas queimadas.

Matéria continua após a publicidade

A Energisa esclarece que a informação sobre interrupção no fornecimento de energia na próxima quinta-feira (31/10) no município de Corumbá, divulgada pelas redes sociais, É FALSA.

Matéria continua após a publicidade

A Energisa explica que a oscilação de energia ocorrida na região do Pantanal nos últimos dias foi ocasionada por incêndios que afetaram a linha de transmissão, que é de responsabilidade de outra empresa.

As queimadas provocam o desligamento dessas linhas e consequentes variações de tensão na rede elétrica que atende Corumbá, Aquidauana e Miranda.

A Energisa explica ainda que a estrutura da rede não foi prejudicada pelas queimadas. O sistema acaba sendo impactado pelos religamentos que a concessionária precisa fazer quando os dispositivos de proteção – afetados pelos incêndios – atuam, ocasionando as oscilações que vêm sendo percebidas pela população.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS) “a causa primária dos desligamentos é a ocorrência de extensas queimadas na região”.

Cabe destacar que a Energisa não tem atuação direta sobre tais eventos porque exerce atividade exclusivamente na distribuição da energia aos clientes do estado.

ENERGISA MATO GROSSO DO SUL - DISTRIBUIDORA DE ENERGIA S.A

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos