Suspeito do assassinato do estudante em Albuquerque tem é 19 anos e é piloteiro da região. Denúncias anônimas levaram a Polícia Civil ao seu encontro.

Foi preso na tarde desta quinta-feira (08) Odenir Gomes Monteiro (19), autor do homicídio do estudante Carlos Manoel Maldonado de Pires (19) dentro da Escola Municipal Luiz Albuquerque Pereira e Cáceres, no distrito de Albuquerque, em Corumbá.

O rapaz, que tem apelido de “neguinho”, é piloteiro em Albuquerque. A Polícia Civil o encontrou na região portuária após diferentes denúncias de populares de que o rapaz seria responsável pelo crime. A arma utilizada foi uma espingarda calibre 22 que ainda não foi localizada.

Matéria continua após a publicidade

Odenir Gomes Monteiro (19) confessou o crime do estudante Carlos Maldonado em uma escola do distrito de Albuquerque. / Imagem: Facebook

Com a chegada da Polícia, o suspeito se contradisse com diferentes versões até que confessou a autoria do crime. Inicialmente, ele disse que o crime foi realizado com um comparsa. Porém, após a polícia ir na casa do possível comparsa e este negar envolvimento, o autor disse que cometeu o crime sozinho. Disse ainda que aguardou a chegada da vítima na escola em um matagal ao lado do prédio. E que fez o disparo do lado de fora da janela e logo depois se evadiu.

Não há informações sobre possíveis motivações do crime.

Matéria continua após a publicidade

Carlos Manoel Maldonado de Pires (19) foi assassinado dentro da Escola Municipal Luiz Albuquerque Pereira e Cáceres, no distrito de Albuquerque, em Corumbá. / Imagem: Facebook

O Caso

Carlos Manoel Maldonado de Pires, de 19 anos, foi assassinado em uma escola do Distrito de Albuquerque, em Corumbá, na última quarta-feira (07).

Por volta das 21h30, a equipe da Força Tática foi acionada pelo CIOPS na Escola municipal Luiz de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, onde, segundo solicitante, havia ocorrido um homicídio.

De imediato a guarnição de Força Tática deslocou para o local onde constatou a veracidade dos fatos e encontrou a vítima fatal sem sinais vitais, o que foi confirmado com a chegada da viatura do SAMU.

Foi verificada pela equipe do SAMU uma perfuração ocasionada por arma de fogo na cabeça do lado direito.

No local em entrevistas com as testemunhas, que relataram estar no período de aula, quando em dado momento ouviram um estampido, e logo após já viram a vítima cair ao solo.

Os funcionários pensando se tratar de alguma brincadeira de alunos, foram somente verificar a gravidade do ocorrido quando observaram o sangramento do referido ferimento.

A equipe da Força Tática da Polícia Militar efetuou a preservação do local do crime, bem como acionou a equipe de Perícia para dar procedimentos ao caso.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos