Um estudante universitário de 27 anos fingiu ser inspetor de qualidade da KFC e, durante um ano, comeu de graça em filiais da rede de lanchonetes da província de KwaZulu-Natal (África do Sul).

O estudante, que não teve a identidade revelada, apresentava-se de terno e gravata aos gerentes das filiais e exibia um cartão (falso) de funcionário da KFC. Em seguida, ele pedia refeições com o suposto objetivo de verificar a qualidade do alimento.

Matéria continua após a publicidade

Em algumas ocasiões, o golpista chegava a lanchonetes de limousine - dirigida por um comparsa que trabalhava em um serviço de aluguel de carros de luxo.
“Quando ele chegava, nós tentávamos fazer o nosso melhor para não sermos repreendidos”, disse ao site “Xpouzar” um funcionário da rede.

O estudante também entrava nas cozinhas e fazia “anotações” sobre o que estava vendo.

“Ele pedia para experimentar tudo”, afirmou o funcionário.

Matéria continua após a publicidade

O golpe acabou desmascarado e o universitário foi preso. Nas redes sociais, entretanto, ele foi saudado como “mito”.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos