A ministra da Saúde da Bolívia, Gabriela Monteño, informou que o tipo de arenavírus que matou três pessoas no país vizinho foi identificado. Segundo os exames, trata-se do Chapare Arenavírus, transmitido por roedores e altamente mortífero. As informações são do jornal El Deber.

Matéria continua após a publicidade

O resultado foi emitido pelo Centro de Controle de Doenças de Atlanta, nos Estados Unidos. Durante coletiva de imprensa, Monteño destacou que o governo continuará com estudos em laboratório e na busca por identificar o reservatório de arenavírus.

Três pessoas morreram pela febre hemorrágica – a doença causada pelo arenavírus: o idoso de 65 anos identificado como Macario Gironde, considerado o “paciente zero”; a residente em medicina Ximena Cuéllar, que atendeu Gironde; e o médico gastroenterologista Gustavo Vidales, a terceira vítima fatal. Além deles, o médico Marco Ortiz segue em isolamento numa unidade de terapia intensiva, em Santa Cruz de La Sierra, também sob suspeita de febre hemorrágica.

Segundo o El Deber, esta não é a primeira vez que o arenavírus é identificado na Bolívia: há 61 anos, uma caso foi registrado no país, mas sendo outro tipo de vírus. Em 2005, três mortes também chamaram atenção das autoridades, ocasião na qual foi identificado o Chapare Arenavírus.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos