Há 12 anos no Poder, o presidente da Bolívia, Evo Morales, de 58 anos, tenta a reeleição pela quarta vez. Com apoio das seis federações sindicais de Cochabamba, Morales disse que está convencido de uma nova vitória eleitoral. As campanhas ocorrerão em 2019. 

"Vamos ir, vamos ganhar as eleições com força e unidade, eu me sinto com muita confiança". 

Matéria continua após a publicidade

De acordo com a Prensa Latina, agência pública de notícias de Cuba, organizações e movimentos sociais na Bolívia apoiam o chamado Movimento do Socialismo, Instrumento Político pela Soberania e dos Povos (MAS-IPSP), defendido por Morales, também anunciaram apoio à candidatura do presidente.

Morales assumiu a Presidência da Bolívia em 2006, depois de ganhar as eleições de 2005, com 53,7% dos votos. Em 2009, após a promulgação da Constituição foi novamente eleito com 64,22% e , em 2014, reelegeu-se com 61,36%.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos