Uma menina de 14 anos foi vítima de estupro coletivo ocorrido em residência na aldeia Ipegue, distrito de Taunay, em Aquidauana. Segundo informações, foi violentada por quatro homens, entre eles um ex-namorado.

A violência teve início por volta das 22 horas de domingo, depois que a vítima foi embriagada e entorpecida com maconha pelos agressores, e só terminou perto das 10 horas da manhã de ontem, quando o pai conseguiu localizá-la.

Matéria continua após a publicidade

De acordo com a Polícia Civil, os criminosos foram identificados apenas como D.F. da S., de 24 anos, L.H.B., de 18 anos, I.F. da S. de 21 anos, e E.O.F. de 20 anos e ex-namorado da vítima. O grupo se revezou nos abusos noite adentro, se aproveitando de que a jovem estava desacordada.

Conforme o site O Pantaneiro, eles foram presos em ação conjunta entre Polícia Militar e a Polícia Civil, e serão encaminhados para audiência de custódia, ocasião em que o juiz vai analisar as circunstâncias da prisão. A garota foi submetida a exame de corpo de delito que constatou, inclusive, ferimentos em razão do estupro.

O CRIME

Matéria continua após a publicidade

A Polícia Militar foi chamada pelo pai da vítima, depois que a adolescente desapareceu. Ele só a encontrou depois que um morador disse que, a menina estava na casa de um dos suspeitos.

No local, ele encontrou a filha chorando e se queixando de dores abdominais, pois teria sido estuprada. À polícia a adolescente detalhou que a convite de um dos envolvidos, foi até a residência para tomar tereré, mas no local acabou ingerindo bebida alcoólica e eles a teriam obrigado a fumar maconha.

A vítima então teria perdido a consciência e em seguida sido trancada em um quarto onde foi estuprada pelos quatros homens. Com base nas informações os policiais saíram em buscas pela aldeia e localizaram dois dos suspeitos. Eles ainda teriam tentado fugir em meio a um matagal, mas foram detidos e admitiram o crime.

Ontem, a Polícia Civil capturou os outros dois envolvidos. Eles foram identificados como um jovem de 21 e outro de 20 anos. Na delegacia, um confessou o crime, porém o outro envolvido negou qualquer envolvimento com o caso.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos