Faleceu na tarde deste domingo (01) a jovem Júlia Rebello, de 21 anos de idade, vítima da violência do trânsito de Corumbá. Júlia estava internada desde a noite da última quarta-feira (27), após um acidente entre uma motocicleta e um carro popular na rotatória da Rua 15 de Novembro com a Avenida América que a deixou em estado gravíssimo no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) de Corumbá.

A jovem havia tido morte encefálica decretada já na sexta-feira (29), respirando somente através dos aparelhos hospitalares, mas familiares e amigos ainda possuiam esperança de recuperação. Hoje (01), todavia, foi decretada a falência múltipla dos órgãos, e seu óbito final. 

Matéria continua após a publicidade

Júlia, que era passageira da motocicleta, bateu violentamente a cabeça no meio fio depois de ser arremessada e o capacete ser arrancado no impacto, logrando perda de massa encefálica com o traumatismo craniano. O condutor da motocicleta, de 24 anos, apresentava escoriações diversas pelo corpo. O carro envolvido no acidente fugiu do local, embora a gravidade do ocorrido, sem prestar qualquer socorro. 

Neste primeirio dia de julho, familiares anunciaram o falecimento da jovem. Com muita emoção, mensagens de carinho foram deixadas em memória de Júlia nas redes sociais. Conhecida por suas idéias fortes, pela garra de sua personalidade e, sobretudo, por sua carisma, Júlia teve a vida ceifada precocemente pela imprudência no trânsito cada vez mais violento da cidade de Corumbá.

Não bastasse a imprudência, Júlia sofreu com a irresponsabilidade e a covardia criminosa da omissão de socorro, uma vez que a motorista envolvida abandonou o local do acidente. 

Matéria continua após a publicidade

Para se constar, omissão de socorro é uma infração gravíssima, gera multa de R$ 1.467,35, soma 7 pontos na habilitação do motorista e resulta em suspensão do direito de dirigir. Também é crime, previsto no Código Penal, com tempo de detenção determinado pela capacidade de assistência e da gravidade da lesão. 

Autora se apresenta na delegacia Civil de Corumbá

Conforme informações apuradas por este Correio, a responsável pelo veículo que colidiu com a motocicleta das vítimas se apresentou na noite de ontem (30) na delegacia da Polícia Civil de Corumbá, e foi ouvida hoje a tarde pelo delegado acompanhada de advogado.

Conforme as informações preliminares, trata-se de uma mulher que estaria, segundo informações, acompanhada de outro rapaz durante o acidente. A mulher assumiu a direção e a responsabilidade do fato, e até o presente momento sua versão está sendo apurada. Ainda não se tem mais informações acerca do caso.

O corpo de Júlia Rebello permanece no IML. A previsão é de que seja levado para a funerária Pax Anjo da Paz às 21h30. 

Morte de jovens no trânsito

Os últimos levantamentos da ONU mostram que os acidentes de trânsito representam a principal causa de morte entre jovens de 15 e 29 anos no mundo. Segundo os dados oficiais, mais de 1,2 milhão de pessoas perdem a vida em acidentes de trânsito todo o ano no mundo.

O Brasil está no 4º lugar do ranking de países com maior quantidade de mortes ocasionadas por acidentes de trânsito, segundo pesquisa do Instituto Avante Brasil. Um levantamento feito pelo Observatório Nacional de Segurança Viária indica que jovens do sexo masculino e de idade entre 18 e 25 anos compuseram mais de 28% das vítimas fatais nos acidentes de trânsito em 2017.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos