Com investimento público e privado, a realização do 15º Festival América do Sul Pantanal (FASP) entre os dias 14 e 17 de novembro de 2019 em Corumbá e Ladário deve movimentar até R$ 18 milhões na economia de Mato Grosso Sul. O cálculo foi feito pelo governador Reinaldo Azambuja nesta quarta-feira (16) em Campo Grande, durante o lançamento do evento com a presença do cantor sertanejo Zezé Di Camargo, da dupla com o irmão Luciano.

“Estudos mostram que a cada R$ 1 investido na realização de eventos culturais, R$ 5 retornam para a economia local. Esse ano o Governo do Estado está investindo R$ 3,6 milhões na estruturação do Festival América do Sul Pantanal. Então, podemos pensar no importante retorno para a região pantaneira com a ocupação hoteleira, de restaurantes, bares, atrativos turísticos e muito mais”, afirmou Reinaldo Azambuja.

Matéria continua após a publicidade

Sertanejo Zezé Di Camargo prestigiou o lançamento do FASP nesta quarta-feira (16) / Imagem: Divulgação

Matéria continua após a publicidade

O governador destacou ainda a importância da manutenção do FASP e das parcerias com o setor privado. Abrasel-MS, Caixa Econômica, Energisa, MSGás, Sanesul, Sebrae, Senac e Vale patrocinam o Festival América do Sul Pantanal 2019. “Vencemos as dificuldades postas e, com apoio dos parceiros, vamos realizar um festival com mais de 50 artistas, que vai integrar as culturas da América do Sul”, comentou.

Show nacionais

Durante o lançamento do FASP, a diretora-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), Mara Caseiro, destacou a pluralidade do evento e anunciou os show musicais nacionais. O palco principal vai contar com a apresentação de Zezé Di Camargo & Luciano no dia 14 de novembro; de Diogo Nogueira no dia 15; dos Paralamas do Sucesso em 16 de novembro; e de Lucy Alves no dia 17.

Mara ainda ressaltou a “diversidade cultural de Corumbá, formada pela influência de povos do mundo inteiro”, revelada nas artes, culinária, música, artesanato e literatura. “Corumbá é o coração da América do Sul. Tem em seu gene histórias de guerras e desavenças, mas também de união. A cidade reúne gente de todas as origens e é a Capital do Pantanal, pois abriga 60% do nosso santuário ecológico”, pontuou.

Com programação intensa e gratuita, o FASP vai apresentar atrações da Argentina, Bolívia, Colômbia, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Zezé di Camargo aproveitou e convidou o público para o evento. “Vamos vivenciar a cultura local, a vida do ribeirinho, a convivência em prol da natureza e a defesa do Rio Paraguai”, falou. Para ele, essa é mais uma chance de Corumbá se mostrar para toda a América do Sul.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos