A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul está convocando a classe artística de Corumbá e Ladário para discutir o Festival América do Sul, que deve acontecer em novembro.

A audiência pública, realizada em parceria com a Prefeitura de Corumbá, acontece nesta segunda-feira (12), a partir das 18h, no Sindicato Rural do município.

Matéria continua após a publicidade

“Convidamos o Fórum de Cultura, o Trade Turístico, classe artística e todos os entes envolvidos nessa grande festa multicultural que não vai apenas trazer arte e entretenimento para a população, mas vai promover a integração cultural com outros países e movimentar a economia da região”, ressaltou a presidente da Fundação de Cultura do Estado, Mara Caseiro.

A ideia é coletar informações, ideias e sugestões que possam colaborar com a realização de um festival organizado, plural e que contemple as mais diversas manifestações artísticas.

“Ao mesmo tempo em que dissemina cultura e arte, não podemos esquecer que o Festival América do Sul acontece na região do Pantanal e, portanto, promove a consciência da preservação e conservação dos recursos naturais”, ressalta Mara Caseiro.

Matéria continua após a publicidade

De acordo com ela, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas por Mato Grosso do Sul e pelo país como um todo, a cultura continua sendo prioridade para o Estado.

“O Festival de Inverno de Bonito foi maravilhoso e tenho certeza que a 15ª edição do Festival América do Sul em Corumbá não será diferente. Mesmo com todas as dificuldades, o governador Reinaldo Azambuja entende a importância de manter esses grandes eventos não apenas como disseminadores de cultura, mas como alavancas para o setor econômico de nosso Estado”, finalizou.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos