Conecte-se Conosco!

Capital

Força-tarefa da Lama Asfáltica aponta ex-governador de MS como chefe de esquema de propina

Publicado

em

Ex-governador de MS André Puccinelli e seu filho são presos na 5ª fase da Lama Asfáltica / Imagem:G1

Após análise documental com a Receita Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU), em Campo Grande, PF apontou o ex-governador André Puccinelli (PMDB) como o chefe de um esquema de propina existente há mais de 10 anos no estado. O montante de desvio comprovado, até o momento, é de R$ 235 milhões, conforme apontou nesta terça-feira (14) o delegado da PF, Cléo Mazzotti.

Puccinelli e o filho, André Puccinelli Júnior foram presos nesta terça-feira, em Campo Grande, em casa, durante a 5ª fase da Lama Asfáltica, denominada Papiros de Lama.

Há mandados cumpridos ainda em Nioaque, Aquidauana e São Paulo. São, ao tado, dois mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, seis de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depoimento, e 24 de busca e apreensão.

“Ele [Puccinelli] tinha papel central, sendo o beneficiário e garantidor de todo o esquema. Ficou comprovado que ele mantinha estas operações, com empresas envolvidas na lavagem de dinheiro. A investigação nunca perdeu o foco e agora estamos na 5ª fase, tendo a delação premiada para incrementar todo o trabalho, tanto que parte deste material foi enviado para São Paulo, a ser utilizado em operações existentes lá envolvendo a empresa JBS”, ressaltou ao G1 o delegado Mazzoti.

Durante este período de varredura dos documentos, conforme a Polícia Federal, o pecuarista Ivanildo da Cunha Miranda entrou em contato para ter o benefício da delação premiada. “Ele confessou ser o operador do esquema de 2006 a 2013, tendo André Cance assumido em 2014. Durante este período, Ivanildo recebia 80 mil mensais e, após 2010, os valores passaram a ser 200 mil mensais”, explicou Mazzotti.

O investigado aguarda em liberdade o andamento do processo. “Ele disse que fazia depósitos nas contas designadas pelo ex-governador ou então trazia o dinheiro em espécie, carregando em caixas ou mochilas. A confissão foi semelhante do que apontado por testemunhas na JBS. Neste caso, a propina resultava em 30% dos incentivos fiscais e tudo foi corroborado nas planilhas que localizamos na casa do André Cance”, ressaltou o delegado.

No caso da vistoria na empresa JBS, de acordo com a Polícia Federal, a mesma planilha foi encontrada. “A diferença é que a última planilha tinha apenas quatro linhas a mais. Ele colocavam os valores e, após isso, 30% de abatimento entregue pela JBS. Além disso, constatamos R$ 20 milhões entregues na última campanha, mais R$ 15 milhões para o Instituto Ícone de Direito e mais R$ 15 milhões para a Gráfica Alvorada”, disse Mazzotti.

Além da oitiva, a força-tarefa levou em conta e-mails e documentos que reforçaram todo o conjunto probatório, tendo ainda interceptações telefônicas e depoimentos que convergiram com a delação premiada, de acordo com o chefe da CGU, José Paulo Barbiere. “Houve fraudes em licitações de livros didáticos, propina e o levantamento de desvio de R$ 85 milhões nesta fase, totalizando já os R$ 235 milhões apontados desde o início das ações”, afirmou.

Com relação a empresa Águas Guariroba, houve a fraude na suposta aquisição de uma estação de tratamento de água em Dourados, na região sul do estado. “A negociação foi extremamente lucrativa para a empresa Proteco, além de resultar em patrocínio para a Ícone, com livros jurídicos que não são da atividade da empresa Águas, sendo usados na distribuição em eventos de 2011 a 2017. Houve ainda serviços advocatícios e consultorias com fortes indícios de que não foram devidamente prestados”, disse Barbiere.

Prisões

Os mandados para o ex-governador e o filho dele são de prisão preventiva. O ex-governador presta depoimento neste momento. Esta 5ª fase da ação contra corrupção é resultado também de delação premiada.

O advogado de André Puccinelli, Renê Siufi, disse, no início da manhã, que os policiais fizeram buscas no apartamento do cliente dele e que não tem conhecimento sobre mandado de prisão.

Na capital, a polícia também esteve em uma empresa que trabalha com cursos na área jurídica e na concessionária de água de Campo Grande. Em nota, a Águas Guariroba disse que: "a empresa ainda desconhece o objeto das investigações, mas está à disposição das autoridades para prestar os esclarecimentos que forem necessários".

Corrupção

De acordo com a Polícia Federal (PF), a operação Papiros de Lama tem objetivo de cumprir dois mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, seis de condução coercitiva, que é quando a pessoa é levada por policiais para prestar depoimento, e 24 de busca e apreensão.

A Controladoria-Geral da União (CGU) também integra a ação. Valores nas contas bancárias de pessoas físicas e empresas investigadas foram apreendidos.

Conforme a PF, a investigação que resultou na Papiros de Lama tem como objetivo acabar com grupo suspeito de desviar R$ 235 milhões em recursos públicos por meio do direcionamento de licitações públicas, superfaturamento de obras públicas, aquisição fictícia ou ilícita de produtos, financiamento de atividades privadas sem relação com a atividade-fim de empresas estatais, concessão de créditos tributários com vistas ao recebimento de propina e corrupção de agentes públicos.

Ainda conforme a PF, a propina era mascarada de diversas formas. Uma delas, era a compra, sem justificativa plausível, de obras jurídicas, por parte de empresa concessionária de serviço público e direcionamento dos lucros, por interposta pessoa, a integrante do grupo investigado.

Deixe seu Comentário!

Comentários neste Artigo

*ATENÇÃO*: Os comentários deste artigo são gerenciados pelo Facebook, que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza, por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores.

Política

TSE pede que governo mude início do horário de verão de 2018 devido às eleições

Publicado

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quer que o governo federal mude a data do horário de verão do próximo ano. Em encontro com o presidente Michel Temer, nessa quinta-feira (16), no Palácio do Planalto, o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, entregou um ofíciosolicitando que em 2018 o horário de verão comece após o segundo turno das eleições gerais. Normalmente, o horário de verão começa no mês de outubro.

Em nota divulgada em seu site, o TSE explica que “a razão do pedido é garantir que os diferentes fusos horários existentes no Brasil, acentuados pela mudança de ponteiros que tradicionalmente ocorre nos meses de verão nas regiões do Centro-Sul do país, não causem atrasos na apuração dos votos e na divulgação do resultado das eleições”.

De acordo com o TSE, o Código Eleitoral determina dia e hora em que as eleições ordinárias devem ocorrer: “O primeiro turno deve ser das 8h às 17h do primeiro domingo do mês de outubro, e o segundo turno, no mesmo horário do último domingo do mesmo mês.” Mas por causa dos quatro fusos horários do país, o início e o encerramento da votação não ocorrem de maneira simultânea em todo o território nacional, diz o órgão eleitoral.

Segundo o tribunal, por causa dos fusos, o horário de verão agrava o problema do início e fim da votação das eleições ordinárias. “Por exemplo, as urnas no Acre são fechadas três horas depois de a contagem de votos já ter sido iniciada nas regiões Sul, Sudeste e parte do Centro-Oeste”.

“No caso de eleições estaduais, esse aparente descompasso não causa problemas. Contudo, em se tratando de uma eleição geral como a do ano que vem, com votação para presidente da República, essa diferença de horário pode confundir o eleitor e provocar um aumento no número de abstenções de voto”.

O TSE informa ainda que o pedido de mudança no início do horário de verão de 2018 também foi encaminhado para o Ministério de Minas e Energia.

Leia a matéria completa

Mundo

Piloto é suspenso por desenhar pênis em manobra aérea

Publicado

em

por

Piloto desenhou pênis no céu em manobra militar / Imagem:Reprodução

SEATTLE - A Marinha dos EUA suspendeu um piloto que usou suas manobras aéreas para desenhar um pênis no estado de Washington, no extremo Oeste do país, na quinta-feira. A instituição naval chamou o episódio de "absolutamente inaceitável" e ordenou a abertura de investigação após imagens do desenho serem compartilhadas por todo o mundo.

O incidente aconteceu no condado de Okanogan. Comandantes da Estação Aérea Naval de Whidbey Island ordenaram um inquérito após suspenderem um dos pilotos que usou um de seus Boeing EA-18G Growlers.

— De um ponto de vista naval, mantemos nossas equipes nos mais altos padrões, e isso é absolutamente inactreitável. Tem zero valor de treinamento — criticou o porta-voz Stephen Mills à BBC.

Ao "Buzzfeed", representantes chamaram o ato de "imaturo e irresponsável" e pediram desculpas pelo incidente.

Leia a matéria completa

Geral

Campeonato de bandas e fanfarras acontece neste sábado (18), confira as apresentações

Publicado

em

por

Competição terá representações de quatro cidades sul-mato-grossenses e uma de Mato Grosso / Imagem:PMC

A primeira edição da Copa Pantanal de Bandas e Fanfarras da Juventude, que será realizada neste sábado (18), em Corumbá, terá a participação de 20 agremiações representando quatro cidades sul-mato-grossenses e uma de Mato Grosso. A competição será no ginásio poliesportivo da rua Porto Carrero, a partir das 15 horas. A entrada é um quilo de alimento não perecível.

A competição terá três categorias. A primeira a se apresentar será a Banda de Percussão Coreografada Juvenil (de 08 a 16 anos), com quatro participantes. Logo depois será a vez dos seis representantes da categoria Banda de Percussão Marcial. A disputa será encerrada pelas 10 representações que buscam o título da Banda de Percussão Coreografada Sênior (de 17 a 32 anos).

A Copa Pantanal ainda terá participações especiais de bandas de percussão da APAE, da Escola Municpal Rachid Bardauil e do Colégio Salesiano Santa Teresa. Serão as responsáveis por abrir a competição.

O regulamento estabelece que a apresentação de cada banda será livre, desde que cumpra rigorosamente o tempo de 15 minutos de exibição. As notas serão de 05 a 10 com a possibilidade de ser fracionada em décimos. Serão premiados, em cada categoria, os seguintes quesitos: musicalidade, coreografia, baliza, mor, regente, corpo coreográfico e o campeão geral.

O evento tem como objetivos estimular a organização de Bandas e Fanfarras; contribuir para a formação social; formação cultural e artística; desenvolver espírito de equipe; contribuir para o desenvolvimento do espírito de responsabilidade e respeito individual e comunitário.

A Copa Pantanal de Bandas e Fanfarras da Juventude é uma realização da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos através de sua Coordenadoria de Políticas Públicas Para Juventude. Conta com apoios da Associação de Instrutores de Bandas e Fanfarras de Corumbá, Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá, Fundação de Esportes de Corumbá (Funec) e Secretaria Municipal de Educação. Confira a ordem das apresentações:

Banda de Percussão Coreografada Juvenil

1-Banlampc (Corumbá)

2-Gabriel Vandoni de Barros (Corumbá)

3-CAIC (Corumbá)

4-Autoria (Corumbá)

Banda de Percussão Marcial

1-Fanjab (Ladário)

2-Cejar (Aquidauana)

3-Cândido Mariano (Aquidauana)

4-Cristo Redentor (Corumbá)

5-Marquês de Tamandaré (Ladário)

6-Bampas (Cuiabá)

Banda de Percussão Coreografada Sênior

1- Bamperez (Corumbá)

2-Carlos de Castro Brasil (Corumbá)

3-Banisam (Ladário)

4-Barão do Rio Branco (Corumbá)

5-Fernando de Barros (Corumbá)

6-Carlos Drummond de Andrade (Anastácio)

7-Octacílio Faustino da Silva (Corumbá)

8-Pérola do Pantanal (Ladário)

9-Gigantes de Aço (Corumbá)

10-Arcanjo (Corumbá)

Leia a matéria completa

As Mais lidas da semana