No final da tarde do último sábado (04), a equipe de Força Táticade Corumbá-MS, foi acionada para averiguar uma denúncia de que um veículo Nissan Kicks, com placa de Belo Horizonte estaria em atitude suspeita e que havia passado pelo pedágio no sentido à Corumbá. 

Diante das diversas ocorrências acerca de uma fraude, na qual pessoas locam veículos em nome de terceiros, em outros estados e trazem até o município de Corumbá para que sejam comercializados ilegalmente na Bolívia, a equipe deslocou em diligência para verificar tal denúncia.

Matéria continua após a publicidade

Com o apoio de uma guarnição da PRF, foi realizada a abordagem do veículo nas imediações do posto fiscal lampião aceso, onde se encontravam em seu interior um condutor e um passageiro. 

Durante entrevista, o condutor relatou que pegou o veículo emprestado de um amigo para vir à Corumbá, mas que retornaria em seguida. Porém os policias, entraram em contato com a empresa de locação, após conseguirem informações através dos documentos, em que foram informados que o veículo teria sido locado no aeroporto de Curitiba, na sexta-feira (03) por volta das 17 horas e que deslocou direto para Corumbá, originando uma quebra de contrato, haja vista que o veículo não tinha permissão para sair do estado.

O responsável pela empresa de locação ainda não havia tido tempo para fazer o registro da ocorrência. De acordo com a polícia, ambos deram versões diferentes sobre a origem do destino e sobre o carro, o que fez com que fossem conduzidos até a delegacia de polícia para esclarecimentos dos fatos e providências, bem como o veículo também foi encaminhado.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos