A cerimônia de diplomação foi comandada pelo presidente em exercício do TRE, desembargador João Maria Lós Primeiro, na noite desta sexta-feira (14). Com a diplomação, a Justiça Eleitoral confirma que os candidatos eleitos em outubro estão aptos a tomar posse dos cargos, porque a entrega dos diplomas é feita após o prazo de questionamento e de processamento do resultado das eleições, segundo o desembargador Lós:

"A diplomação é praticamente o encerramento do processo eleitoral 2018. Com o diploma que eles recebem, eles se apresentam à autoridade adequada para assumir os cargos para os quais eles foram eleitos".

Matéria continua após a publicidade

A cerimônia começou com a diplomação dos 24 deputados estaduais. Capitão Contar (PSL) foi o mais votado entre os que ocuparão uma vaga na Assembleia Legislativa, teve 78.390 votos:

'Eu tenho me preparado muito lendo nosso regulamento interno, tenho ido à Brasília praticamente toda semana procurando manter o relacionamento com a nossa esfera federal, que vai ser de suma importância para que a gente possa trazer recursos para Mato Grosso do Sul", comentou o deputado diplomado.

Em seguida, foi a vez dos 8 deputados federais que representarão MS na Câmara, em Brasília. Rose Modesto foi a mais votada, com 120.901 votos.

Matéria continua após a publicidade

"O grande desafio é a gente conseguir levar para o Plenário, para o Congresso o sentimento que vem das ruas, e reverter isso em trabalho e sintonia com o que a população está esperando", afirma a deputada diplomada.

Na sequência, foi a vez dos Senadores. Primeiro os suplentes e depois os senadores. Soraya Tronicke, do PSL, e o mais votado, Nelsinho Trad, do PTB. Ele teve 424.085 votos.

"É uma responsabilidade muito grande, quase 40% dos votos do estado. Estou preparado para poder fazer um enfrentamento dos temas relevantes das reformas que a sociedade brasileira precisa", disse o senador diplomado.

Por último, os eleitos para o executivo estadual. Murillo Zauith (DEM), vice-governador, e o governador reeleito Reinaldo Azambuja (PSDB). Foram 677.310 votos..

"A gente fica muito grato, primeiro pela confiança da população do Mato Grosso do Sul em dar continuidade ao projeto que nós estabelecemos há 4 anos atrás, e reiterar os compromissos que fizemos no nosso programa de governo. eles serão a balisa dos nossos trabalhos, das nossas ações, para os próximos 4 anos", declarou o governador diplomado.

A posse do governador e vice será em 1° de janeiro. A dos deputados e senadores em 1° de fevereiro. Os suplentes de deputados estaduais e federais vão retirar os diplomas no TRE.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos