rês estudantes do Ensino Médio da Escola Estadual Carlos de Castro Brasil, membros do clube de Robótica Lobo Guará, participam da 8ª edição da FETECMS-2018 (Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul) realizada na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul com o Grupo Arandú de Tecnologias e Ensino de Ciências, que ocorre de 08 a 10 de novembro em Campo Grande.

Os estudantes Evellin Pessoa Villalba, que cursa o 3°ano do Ensino Médio, Rayanne P. da Silva das Neves, que cursa o 1° ano do curso técnico em Informática integrado ao Ensino Médio e Chirstiner Máximo de Souza Casupa, que cursa o 1° ano do curso técnico integrado ao Ensino Médio, representaram a Escola Estadual Carlos de Castro Brasil ao expor o Projeto “Carrinho-Robô com autorreconhecimento de percurso e obstáculo”.

Matéria continua após a publicidade

O projeto contou com a orientação do Professor Alberto Rojas e da PROGETEC Elizabeth de Lima Pinto. O grupo de pesquisadores realizou a montagem do Carrinho Robô (CR) com o objetivo de seguir a trajetória de uma linha preta em uma pista com um fundo branco e desviar de obstáculos.

O grupo explica em sua apresentação que “um algoritmo inserido no Arduino contendo um conjunto de condições, Se-então-faça, foi o responsável por gerenciar os motores do carrinho em função das informações obtidas pelos sensores”, detalhando o funcionamento.

A estudante Evellin Pessoa Villalba ressalta que o período de pesquisa foi intenso: “Foram dias de pesquisa, testes, elaborações e hoje podemos afirmar que os resultados mostram ser possível percorrer seguimentos de retas, diferentes curvas, e desviar de obstáculos. Para isso foram criados dois algoritmos diferentes com duas finalidades independentes, uma delas é seguir a linha e a outra é desviar de obstáculos. Quando integrados, não tivemos o mesmo sucesso. Concluímos que o Clube de Robótica despertou em cada um de nós estudantes o interesse pela programação, pela robótica, e também por estudar equações teóricas comumente, conteúdos das aulas de matemática e física”, concluiu.

Matéria continua após a publicidade

A pesquisa, ainda em fase de aprimoramento, foi desenvolvida pelo grupo de Robótica Lobo Guará da Escola Estadual Carlos de Castro Brasil e foi apresentado na Olimpíada Brasileira de Robótica 2018. Para a elaboração do carrinho foi utilizada a placa Arduino Mega 2560 e um drive (Shield Ponte H), para controlar a velocidade de dois motores de corrente contínua. Também foram utilizados três sensores infravermelhos para diferenciar a linha preta do fundo branco e um ultrassônico para identificar os obstáculos.

O grupo já planeja um avanço ao projeto: “Esperamos no futuro construir um algoritmo capaz de desviar do obstáculo e voltar para linha da trajetória, bem como encontrar uma equação da velocidade do carrinho em função dos parâmetros do Arduino”, afirmou a PROGETEC Elizabeth.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos