Haitiano chegou com três horas de antecedência para fazer a prova e aguarda abertura de portões em MS / Imagem: Arquivo Pessoal

O haitiano Bernard Denord de 29 anos fez neste domingo (4), pela segunda vez, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em Campo Grande. Ele chegou ao local da prova com três horas de antecedência e disse que é para evitar qualquer imprevisto.

"Logo hoje que mudou o horário decidi vir cedo para deixar a cabeça bem calma e ter muita disposição para enfrentar a prova. Cheguei aqui às 9 horas para não ter nenhum problema".

Matéria continua após a publicidade

Há seis anos vivendo em MS, ele deixou a cidade Marchand Dessalines, no Haiti, para trabalhar, estudar e ajudar sua família que ainda vive em seu país de origem.

"Eu acredito que terei a oportunidade de mudar de vida por meio dos estudos. Terei a possibilidade de estudar em uma universidade e depois ter um emprego melhor para manter minha família ", conta.

Bernard, que trabalha como conferente em uma empresa distribuidora, diz que tem dificuldade com a interpretação de texto por conta do idioma. Alfabetizado em francês, língua oficial do Haiti, ele conta que teve que se esforçar para dominar o português.

Matéria continua após a publicidade

"O esforço tem que ser redobrado. Na primeira vez que fiz tive um pouco de dificuldade na interpretação. Para essa edição da prova estudei mais e me preparei com muita pesquisa. Agora vai dar certo", afirma

Ele explica que se prepara para essa edição do Enem desde o final da prova da edição anterior. Bernard teve que conciliar a rotina do trabalho com o estudo.

"Eu estudei todo esse tempo sozinho em casa por meio da internet. Li muito e com investimento em pesquisas, acredito que ano que vem vou estrar no ensino superior do Brasil", finaliza.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos