A Polícia Civil prendeu em Santos, no litoral de São Paulo, um homem suspeito de matar a filha e a enteada. A informação foi confirmada ao G1 na manhã desta quinta-feira (16).

Segundo os policiais, o crime ocorreu em Guarulhos (SP) na quarta-feira (15), após Clayton Almeida de Jesus, de 34 anos, descobrir que havia sido traído pela esposa. Ele fugiu para Santos após o crime, mas foi preso pela polícia dentro de uma igreja evangélica.

Matéria continua após a publicidade

As crianças foram assassinadas dentro da casa onde moravam em Guarulhos na manhã de quarta-feira. A filha do suspeito, Priscilla Beatriz Tavares Almeida, de 3 anos, e a enteada, Edmilly Geovana Tavares da Silva, de 8 anos, foram encontradas pela Polícia Civil mortas e abraçadas dentro de um quarto da residência.

Os policiais acreditam que os corpos estavam no local há mais de 12 horas. Na casa, foi encontrado um bilhete deixado pelo suspeito afirmando que matou as meninas por vingança, após descobrir uma traição da mãe das crianças. A suspeita é que a filha e a enteada tenham sido asfixiadas.

O açougueiro deixou a cidade logo após o crime e fugiu rumo ao litoral, mas enviou mensagens ao avô das crianças avisando que as tinha matado. No áudio, Clayton diz: “O domingo foi um dia especial, o [dia] das mães. Mas no fim do dia ela confessou que me traía com o encarregado dela. Porém, eu não vou fazer nada com ela e nem com ele, mas eles vão se lembrar pelo resto da vida do que fizeram”.

Matéria continua após a publicidade

A Polícia Civil fez buscas pelo suspeito e ele foi preso dentro de uma Igreja Evangélica, em Santos. Clayton foi encaminhado para a Delegacia Seccional de Guarulhos, onde o caso foi registrado. O delegado Wagner Coimbra, responsável pela unidade, afirma que o crime foi cometido por vingança, após saber da traição.

“Ele queria que a esposa sentisse a mesma dor que ele. Tinha um perfil muito calmo, muito equilibrado, realmente foi uma surpresa muito grande para os dois lados da família essa atrocidade cometida”, afirma. Ainda de acordo com o delegado, o suspeito também pretendia matar os filhos do chefe da mulher, suposto amante dela.

De acordo com a Polícia Civil, ele deverá passar por audiência de custódia ainda nesta quinta-feira (16).

Investigações

De acordo com a polícia, a esposa e o suposto amante eram funcionários de uma rede de supermercados e chegaram a trabalhar juntos. Segundo a investigação, Clayton pretendia fugir para o Rio de Janeiro, mas não tinha dinheiro. Ele, então, saqueou o cofre das meninas, que tinha por volta de R$ 70,00, e seguiu para o litoral paulista.

As investigações também apontam que o açougueiro queria matar, ainda, os filhos do suposto amante da esposa, mas, por não saber o endereço dele, não conseguiu concretizar o plano. A mãe das crianças e esposa de Clayton foi até a delegacia mas não conseguiu prestar depoimento por estar muito abalada.

Medo

O pai de Edmilly, o auxiliar de aeroporto Elias Luiz da Silva, afirma que nos últimos tempos a filha não queria mais dormir na casa da mãe e do padrasto. “Teve um dia que ela me contou que ele [Clayton] deu uma chinelada nela por causa da outra filhinha dele, que fez as coisas erradas e ele descontou nela. Ela não queria, toda vez. ‘Não quero mais voltar para minha casa’”.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos