Uma idosa de 69 anos, moradora do bairro Bonança, em Campo Grande, foi agredida e ficou com o olho roxo e vários ferimentos no dia do próprio aniversário. O suspeito pelo crime, de acordo com familiares, é o neto de criação, de 32 anos. Ele está sendo procurado pela Polícia Civil. A agressão foi registrada na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).

Uma vizinha da idosa e uma familiar, que preferem não se identificar, contam que ouviram barulhos na casa dela no domingo passado (11) e resolveram acionar a Polícia Militar (PM).

Matéria continua após a publicidade

Segundo apurado pelos policiais militares, no dia da agressão a idosa teria combinado de almoçar com o suspeito, mas quando ele chegou no imóvel estava embriagado e se negou, dizendo que não tinha dinheiro. A vítima então comentou que “o dinheiro era dela” e, em seguida, o homem teria iniciado as agressões, além de xingá-la. Ele fugiu em seguida.

A polícia passou a fazer rondas, porém, não o encontrou. “Nós registramos a ocorrência e a idosa pediu a medida protetiva. Ela estava com muito receio e conversou conosco após passar pelo setor psicossocial da DEAM . A vítima também esteve no Imol [Instituto de Medicina e Odontologia Legal] e permanecerá conosco, enquanto fazemos buscas”, afirmou ao G1 a delegada plantonista Ana Luiza Carneiro.

Matéria continua após a publicidade

Suspeito

Conforme a investigação, nunca houve um registro anterior contra o suspeito. “Nós não temos base legal para pedir a prisão, principalmente porque não houve flagrante e nem antecedentes criminais. O que conseguimos é solicitar a medida e estamos aguardando a resposta. É uma situação grave e ele deve responder pelos crimes de lesão corporal dolosa e injúria”, ressaltou a delegada.

Uma empresária, de 37 anos, que é parente da vítima, conta que ela ficou sozinha com o neto desde 2012. “O marido dela era piloto e faleceu em um acidente de avião, quando fazia um frete em Manaus. Já o filho biológico faleceu aos 42 anos, quando teve um infarto. Desde então, ela ficou somente com essa pessoa, que foi registrada pelo marido dela. O que é mais triste é que ele nunca teve um pingo de gratidão com tudo o que foi feito para ele”, lamentou.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos