Um idoso de 83 anos foi condenado a oito anos de prisão por estupro de vulnerável, crime cometido em 2015, em um bairro de Campo Grande. Na época, o idoso foi filmado praticando atos libidinosos contra uma menina de apenas quatro anos – que era vizinha dele. As imagens foram feitas por outro vizinho como forma de provar o estupro à Polícia Civil.

A sentença é do juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal de Competência Especial de Campo Grande e, como trata-se de processo sigiloso não é possível mais informações. O edital de intimação da sentença foi publicado no Diário da Justiça de Mato Grosso do Sul, nesta quarta-feira (26), já que o réu está “em local incerto ou não sabido”. Ou seja, não foi encontrado pelo oficial de Justiça e nem atualizou o endereço ao juízo.

Matéria continua após a publicidade

“Assim, fica este intimado quanto ao inteiro teor da sentença prolatada nos autos supra, que, em sua parte dispositiva, assim dispôs:

Estupro filmado

Conforme informações divulgadas pela Polícia Civil à época do caso, o vizinho desconfiou da atitude do idoso, que passava as tardes no portão de casa, rodeado de crianças. Ele então filmou um dos momentos e as imagens foram usadas pela polícia na investigação. O vídeo mostrava o réu tocando as partes íntimas da menina. Quando passavam veículos pelo loca, ele disfarçava.

Matéria continua após a publicidade

Após as imagens terem sido entregues à polícia, os agentes da Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher) foram até a cada dele, mas, o idoso havia viajado para Ribas do Rio Pardo (a 97 quilômetros de Campo Grande), onde foi preso.

O idoso foi condenado pelo artigo 217-A do Código Penal brasileiro:

Art. 217-A. Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos: (Incluído pela Lei nº 12.015, de 2009)

Denúncias sobre violência sexual contra crianças e adolescentes podem ser feitos pelo disque 100. O serviço funciona em todo o Brasil.

Em Campo Grande, a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) funciona de segunda a sexta-feira na Rua Douto Arlindo de Andrade, 145, Bairro Amambaí. O telefone é (67) 3323-2500/2510.

A Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) atende o plantão durante o fim de semana. O endereço é Rua Brasilia, S/N, Jardim Imá. O telefone é (67) 4042-1324 / Ramal 1311.

Denúncias também podem ser feitas à Polícia Militar pelo 190.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos