Queimadas na Bolívia. / Imagem: ABI

Rubén Darío Arias Ortiz, membro da Contiocap e diretor da gestão de áreas protegidas selvagens de Tucabaca, assegurou que muito por terra não pode ser feito, de modo que a assistência internacional é necessária e até mesmo reforçar as tarefas para reprimir o fogo no seria por ar e não por terra.

Enquanto todos os esforços são feitos para reprimir incêndios em Roboré com o apoio de bombeiros, tanques e helicópteros, bem como soldados que fazem parte das forças armadas bolivianas (FFAA), o coordenador de defesa nacional da as áreas protegidas indígenas, originárias, camponesas e camponesas da Bolívia (Contiocap) alertaram que, se o fogo que está ativo no vale do Tucabaca, pode afetar as águas pantaneiras dos países do Brasil e do Paraguai.

Matéria continua após a publicidade

“O vale do Tucabaca, no município de Roboré, fornece água para 21% do vale do Tucabaca, as águas da passagem do Pantanal para o Pantanal do Brasil. Por outro lado, são águas do lado sul que se alimentam ao norte do Paraguai. Assim, o problema é macro regional e pode ser afetado não só Roboré “, advertiu Arias

O presidente boliviano chegou à área afetada pelas queimadas por mais de 20 dias. Ele anunciou que um helicóptero foi habilitado para evacuar as famílias afetadas e levou ajuda humanitária. Ele também indicou que seis tanques e pelo menos 500 homens, entre soldados das forças armadas e homens policiais uniformizados estão sendo transferidos para controlar o acidente.

O membro do Comitê de gestão de áreas protegidas selvagens de Tucabaca duvida que essa idéia será realizada. Ele afirmou que o acesso à Cordilheira era complicado e que um homem sem a experiência necessária não seria capaz de reprimir o fogo.

Matéria continua após a publicidade

O presidente Evo Morales descartou pedindo ajuda aos países vizinhos. Ele disse que depende do trabalho das forças armadas e do voluntariado porque já conseguiu reduzir o fogo em 70%.

Para Arias, é necessária ajuda internacional. De acordo com o representante, ambos os navios fizeram 79 descargas de 64.780 litros de água para combater o fogo que já consumiu 50.000 hectares.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos