Um juiz determinou a prisão preventiva para os nove policiais envolvidos no estupro da brasileira Eva C. A. (21) dentro da prisão Rurrenabaque, na Bolívia, após audiência de custódia.

De acordo com o procurador do Departamento de Beni, Nuria Gonzales, os policiais presos são Luis ABM, Eddy TCA, Roberto CRB, Omar AAM, Elizeo CB, Juan QT, Mario EEQ e Lucio AC. Além disso, a denúncia foi estendida para o policial Amparo YLP por ocultar o suposto abuso sexual. A sessão judicial foi realizada na Casa da Cultura de Rurrenabaque, à portas fechadas. O promotor responsável é Orlando Aramayo.

Matéria continua após a publicidade

O procurador Nuria Gonzales disse que a brasileira foi detida e depois levada ao presídio sem ter um documento de identificação e que depois de ter sido condenada a três anos de prisão, ela não conseguiu solicitar o perdão judicial, pois não apresentou nenhuma informação em sua defesa. O procurador ainda afirmou que as autoridades consulares do Brasil foram notificadas disso, mas que nenhuma resposta foi recebida.

No entanto, uma reportagem investigativa da rede televisiva Erbol indica que a Embaixada do Brasil não foi notificada sobre o caso. A reportagem ainda informa que a prisão da brasileira em Rurrenabaque, na Bolívia, sem a comunicação imediata ao Brasil, havia violado as Relações Consulares previstas na Convenção de Viena.

A posição da embaixada brasileira foi expressa em uma nota enviada ao senador Yerko Núñez, na qual ele é agradecido por ter revelado o caso. “Nem a Embaixada do Brasil em La Paz, nem os consulados do Brasil na Bolívia foram informados. Isto entra em aparente desacordo com o artigo 36 da Convenção de Viena sobre as Relações Consulares, que determina a comunicação, sem atrasos, acerca da detenção de estrangeiros, a fim de permitir a adequada assistência consular “, diz a nota assinada pelo Embaixador Octavio Henrique Cortes.

Matéria continua após a publicidade

Núñez disse que pedirá ao Ministério das Relações Exteriores um relatório sobre porquê o Brasil não foi comunicado da prisão da brasileira. A brasileira foi levada ontem para a cadeia da cidade de Reyes, onde ela está atualmente sob proteção adequada.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos