O deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) é cotado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para comandar o Ministério da Saúde em seu governo. Se for o escolhido do presidente, o deputado será o segundo parlamentar de Mato Grosso do Sul a integrar a equipe de Bolsonaro. Tereza Cristina (DEM) foi anunciada na semana passada como futura ministra da Agricultura.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro falou sobre a possibilidade de Mandetta liderar o ministério em entrevista concedida à imprensa nacional, na tarde de ontem (12). 

Matéria continua após a publicidade

O deputado que não concorreu nas eleições deste ano é médico ortopedista pediátrico e tem 53 anos.

Queremos facilitar a vida do cidadão e economizar recursos, acrescentou o presidente eleito, em defesa da implantação do prontuário eletrônico. Não temos como falar em investir mais em saúde porque estamos no limite em todas as áreas, disse.

Próximos

Matéria continua após a publicidade

A relação entre Mandetta e Bolsonaro é antiga, estreitada no parlamento. Neste ano, durante a pré-campanha eleitoral, Bolsonaro chegou a citar Mandetta ao comentar sobre relação entre gengivite e mortalidade infantil.

Como médico pediatra, Mandetta teria dado sugestões para o então candidato à presidência sobre ações no Ministério da Saúde.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos