Um menino autista de 11 anos recebeu o prêmio de ‘garoto mais chato’ da professora de sua escola para crianças especiais. Agora, a mãe do pequeno, Estella Castejo, desabafou sobre a situação.

Ela explicou que seu filho é autista e não consegue falar. “Ele te alguns dias mais difíceis em que fica com as emoções à flor da pele”, contou a mãe em entrevista ao canal norte-americano NBC. A família vive nos Estados Unidos.

Matéria continua após a publicidade

O pequeno recebeu o prêmio de ‘garoto mais chato’ em um evento para 15 alunos e seus pais. De acordo com Estella, quando o nome de seu filho foi anunciado e foi revelado que ele ganhou o prêmio de ‘garoto mais chato’ toda a plateia ficou em silêncio.

E até mesmo Estella demorou um pouco para entender o que estava acontecendo. “Quando eu vi o que estava acontecendo, eu tive que olhar novamente. Eu não sabia se meus olhos estavam vendo direito. Eu não sei qual foi a intenção da escola, mas nos machucou, ficamos muito ofendidos. Para qualquer pai ou mãe esta situação já seria difícil, mas com uma criança especial é ainda pior”, afirmou Estella.

No troféu que a criança ganhou estava escrito: ‘Bailey Preparatory Academy 2018-2019 – Garoto mais chato’.

Matéria continua após a publicidade

Após a premiação a mãe entrou em contato com a escola e exigiu que alguma ação fosse tomada. O diretor da escola se desculpou com a mãe e revelou que a escola irá tomar medidas disciplinares em relação a professora. “Queremos nos desculpar aos alunos e seus familiares e qualquer outra pessoa que possa ter ficado ofendida. A escola considerou o comportamento da professora condenável”, disse o diretor Peter Morikis em entrevista ao jornal Times of Northwest.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos