Local onde adolescente morreu ferido a tiros por guardas municipais; moto no chão também se envolveu no acidente / Imagem: Adilson Domingos

Marcos Antonio Ferraz Lopes Filho, 17, foi morto a tiros na madrugada deste sábado (10) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, após apontar uma pistola de brinquedo para guardas municipais.

Ele e dois amigos estavam em um Celta preto com placas de Santa Catarina, perseguido pela Guarda Municipal após serem vistos armados durante confusão perto de uma casa noturna na Avenida Joaquim Teixeira Alves, centro da cidade. O carro era conduzido por Vinícius Santos Prado, 19, que estava bêbado, conforme revelou o teste de alcoolemia. O terceiro ocupante era um adolescente, também de 17 anos.

Matéria continua após a publicidade

De acordo com informações dos guardas que participaram da ocorrência, a equipe fazia rondas no centro quando recebeu denúncia sobre jovens armados no Celta preto, perto da casa noturna na Joaquim Teixeira Alves. O grupo teria se envolvido numa briga e Marcos Antonio teria mostrado a arma, para intimidar os rivais.

Desgovernado, o Celta ficou rodando no cruzamento, arrastando a moto e a condutora. Os guardas tentaram intervir quando Marcos Antonio teria apontado a pistola de brinquedo.

Quando a viatura se aproximou, o Celta fugiu em alta velocidade, mas no cruzamento com a rua Quintino Bocaiúva o carro bateu no meio-fio.

Matéria continua após a publicidade

Nesse momento, Bruna dos Santos Silva, 26, irmã de Vinícius, que estava em uma moto Honda Titan e seguia atrás do carro, bateu na traseira do Celta e foi arrastada no asfalto. Ela sofreu ferimentos na perna esquerda.

O adolescente foi alvejado a tiros e morreu na rua. Vinícius e Bruna foram levados para a Polícia Civil, onde a ocorrência foi registrada. Ela também estava bêbada, segundo o teste do bafômetro.

(Colaborou Adilson Domingos)

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos