Modelo da aeronave C-130 Hércules, da Aeronáutica (Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro publicou nota em sua conta oficial no Twitter hoje (25) confirmando a prisão de um militar brasileiro no aeroporto de Sevilha, na Espanha, suspeito de transportar entorpecentes. O nome do militar, que pertence à Aeronáutica, não foi informado. Segundo informações do Comando da Aeronáutica, ele estava em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB).

“Determinei ao ministro da Defesa imediata colaboração com a polícia espanhola na pronta investigação dos fatos, cooperando em todas as fases da investigação, bem como instauração de inquérito policial militar”, escreveu Bolsonaro.

Matéria continua após a publicidade

Mais cedo, o Ministério da Defesa também emitiu nota informando o episódio e destacando que os fatos seguem sendo apurados. A pasta também disse que um inquérito sobre o caso já foi instaurado e que repudia “atos dessa natureza”. Ainda não há detalhes sobre o tipo e quantidade de entorpecentes encontradas com o militar. O governo também não informou ainda que tipo de missão oficial o suspeito cumpria no país europeu.

Matéria continua após a publicidade

“As Forças Armadas têm em seu contingente cerca de 300 mil homens e mulheres formados nos mais íntegros princípios da ética e da moralidade. Caso seja comprovado o envolvimento do militar nesse crime, o mesmo será julgado e condenado na forma da lei”, acrescentou o presidente na postagem.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos