Um velório foi interrompido na cidade de São Luís do Curu, no Ceará, na última sexta-feira (16), após a viúva sentir um aperto de mão do homem de 61 anos que morreu de infarto. Raimundo Bezerra de Sousa morreu na quinta-feira (15) depois de passar mal na cadeia de Trairi (CE), onde estava preso.

O homem foi encaminhado ao hospital de Itapipoca, mas não resistiu. Familiares afirmam que, durante o velório, que acontecia por volta das 11h30 da manhã de sexta, notaram que o morto apresentava sinais vitais como o aperto de mão e suor pelo corpo. A equipe do Samu, no entanto, confirmou o óbito.

Matéria continua após a publicidade

Sem acreditar, a família tirou o corpo do caixão e levou até o Hospital Municipal Antônio Ribeiro da Silva, em São Luís do Curu, para uma avaliação médica. A equipe do hospital reforçou que o corpo estaria liberado para enterro, e que os supostos sinais vitais tratavam-se de espasmos cadavéricos com contratura muscular de membros. A cerimônia de enterro acabou acontecendo por volta das 18h.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos