Foi divulgado nesta semana, o Anuário Estatístico de Turismo 2018 – Ano Base 2017, do Ministério do Turismo (Mtur). Os dados apontam que o Brasil registrou no ano passado o maior número de entradas de estrangeiros no País em toda a sua história. No total, 6.588.770 turistas desembarcaram em território nacional e Mato Grosso do Sul aparece como o oitavo estado brasileiro com mais entrada de estrangeiros em 2017.

Mato Grosso do Sul ficou à frente do Distrito Federal e Ceará no número total de entrada de turistas estrangeiros, em relação a 2016. Foram 80.270 no ano passado contra 77.028 entradas do ano anterior, um aumento de cerca 5%.  Conforme a Organização Mundial de Turismo (OMT), o turismo mundial cresceu 6% em 2017, na comparação com o ano anterior.

Matéria continua após a publicidade

Segundo Estudo da Demanda Turística Internacional do Ministério do Turismo, no agregado do período de 2012 a 2016 os maiores mercados emissores para Mato Grosso do Sul são Paraguai e Bolívia, respectivamente. Dados dos últimos 10 anos dos anuários estatísticos do MTur mostram que os bolivianos e paraguaios representam 86% de todas as chegadas de turistas no MS, considerando todos os meios de acesso. A entrada de bolivianos corresponde a 53% e de paraguaios a 33%, em todo o Mato Grosso do Sul. 

Para o diretor-presidente da Fundação de Turismo de MS, Bruno Wendling, esse aumento é resultado do trabalho de promoção e divulgação feito pelo Estado nos últimos anos. “Temos feito ações promocionais direcionadas ao público latino-americano como road shows, workshops, participação em feiras e eventos. E assas ações têm atraído principalmente os nossos vizinhos bolivianos e paraguaios, que tiveram um aumento no poder de compra e começaram a viajar mais nos últimos anos. Mato Grosso do Sul é um Estado que eles elegeram como destino e nós ficamos muito felizes em recebê-los”, ressalta.

Os dados do Anuário Estatístico do Turismo de Bonito – Ano Base 2017, indicam que o Paraguai foi o maior país emissor do destino, seguido de Argentina e Alemanha. 

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos